Índia planeja piloto de contratos inteligentes baseados em Blockchain

O Banco Estatal da Índia (SBI) planeja testar em dezembro de 2017 a versão beta um sistema de contratos inteligentes baseado em Blockchain que foi desenvolvido pelo consórcio BankChain. O consórcio, lançado em fevereiro, é composto por 27 bancos que visam desenvolver soluções Blockchain para o setor bancário no país.

De acordo com o chefe de inovação do SBI, Sudin Baraokar, os contratos inteligentes serão testados para "coisas simples", como acordos de não divulgação. Ele acrescentou que a maioria dos seus processos internos pode ser realizada usando a tecnologia.

"Muitos processos internos podem ser contratados. Fazemos muitas aquisições de TI, muitas delas podem ser implementadas usando o Blockchain".

Centro de inovação planejado do SBI e iniciativas do BankChain

De acordo com Baraokar, o banco estatal também planeja estabelecer um centro de inovação em Mumbai. O centro será utilizado para realizar pesquisas e desenvolvimento (P&D) em novas tecnologias, como inteligência artficial, aprendizado de máquina e tecnologia Blockchain. A instalação também é projetada para hospedar hackatonas e incubar startups. O centro proposto está atualmente em fase de projeto e está programado para ser lançado na metade de 2018.

Enquanto isso, o consórcio BankChain lançou a plataforma conheça seu cliente (KYC) (KYC - Know Your Client) chamada ClearChain em maio de 2017. A plataforma destina-se a permitir que os bancos compartilhem dados de seus clientes entre seus membros. Entre as informações que podem ser compartilhadas estão dados sobre transferência eletrônica e relatórios de pesquisa, incluindo relatórios de atividades suspeitas (SAR).

O consórcio BankChain foi criado em fevereiro de 2017. O SBI foi o primeiro membro do grupo. Até agora, a organização já tem 22 bancos indianos, incluindo o DCB Bank, o Axis Bank e o ICICI Bank, bem como cinco bancos baseados no Oriente Médio como membros.