Stanford financia startup apontada como 'a Microsoft da Blockchain'

A Alchemy, startup de infraestrutura de blockchain, conseguiu investimentos de várias entidades importantes, incluindo a Universidade de Stanford, além de líderes de outras empresas importantes.

A Alchemy, uma startup focada em fornecer infraestrutura de blockchain, bem como outras ferramentas para desenvolvedores, acumulou US$ 15 milhões em investimento de líderes de negócios influentes, como o cofundador do Yahoo, Jerry Yang e o cofundador do LinkedIn Reid Hoffman, informou a Bloomberg em dezembro 17.

O Cointelegraph procurou a Stanford e a Alchemy, mas não recebeu respostas até o momento.

A Bloomberg também destacou o lugar da Charles Schwab, potência financeira da corretagem e ações, na lista de entidades que investiram na Alchemy como parte da sua rodada de investimento da Série A.

A Alchemy se une a várias outras empresas que procuram ajudar a equipar as partes interessadas com a tecnologia blockchain, como Amazon Web Services (AWS) e Oracle.

Os ex-alunos de Stanford, Nikil Viswanathan e Joe Lau, os dois cofundadores da Alchemy, têm grandes esperanças em seu projeto de blockchain em termos de adoção.

Viswanathan disse à Bloomberg:

"Queremos ser a Microsoft para blockchain"

Recuando várias décadas, Lau mencionou a falta de uso do computador observada nos primeiros dias da tecnologia, comparando a situação com a da tecnologia blockchain atualmente.

"Nos anos 70 e 80, apenas os pesquisadores usavam computadores e hoje todo mundo usa um computador", explicou Lau à Bloomberg.

Há alguns meses, o Cointelegraph também relatou um encontro de ex-alunos de Stanford que construíram uma rede que utiliza smartphones. A rede reuniu mais de 500.000 participantes até 17 de setembro.