Maior Telecom da Coréia do Sul vai desenvolver cripto local

 

A maior companhia de telecomunicações da Coréia do Sul, a KT Corporation, foi selecionada para desenvolver uma criptomoeda local na cidade sul-coreana de Gimpo, segundo a agência local ZDNet Korea publicou em 14 de fevereiro.

A cripto, chamada “K token”, será introduzida em abril, depois de um projeto piloto que será implementado no próximo mês, segundo o texto. A cidade planeja emitir 11 bilhões de wons (mais de US$9.7 milhões) no valor da moeda por ano, o que inclui o orçamento para serviços sociais e projetos de desenvolvimento.

A moeda baseada em blockchain só deve estar disponíveis aos comerciantes na região de Gimpo. Como escreve a ZDNet, O sistema irá permitir  pagamentos através de QR codes, e os comerciantes poderão requerir fundos para serem convertidos em ordens de pagamento e transferidos para suas contas bancárias sem estarem sujeitos a taxas.

De acordo com a ZDNet, a KT planeja expandir a criptomoeda para governos locais e concordou em realizar testes a partir da performance da moeda em Gimpo.

O diretor do centro de blockchain center e vice-presidente sênior da KT, Yeong-il Seo, tem uma declaração no artigo dizendo que a introdução da moeda local "irá contribuir para a revitalização da economia regional".

Como publicou a Cointelegraph hoje, o braço de TI da gigante tech da Coréia do Sul Samsung anunciou que desenvolveu tecnologia para acelerar as transações em blockchain através de sua plataforma blockchain empresarial.

Também recentemente, surgiram notícias de que a cidade sul-coreana de Busan - segunda mais populosa do país - teria assinado um Memorando de Entendimento (Memorandum of Undertanding) com a companhia de blockchain Hyundai Pay para ajudar a desenvolver uma infraestrutura fintech na região.