Maior fabricante automotiva da Coréia do Sul, Hyundai vai usar DLT no emparelhamento de smartphones com veículos elétricos

A maior fabricante automotiva da Coreia do Sul, Hyundai Motor Group, vai usar blockchain em sua nova tecnologia para emparelhamento de veículos elétricos (electric vehicles - EVs) com smartphones. A agência de notícias focada em mobilidade sustentável Green Car Congress publicou sobre a iniciativa em 22 de abril.

A Hyundai teria anunciado o desenvolvimento da tecnologia de ajuste de performance de emparelhamento entre smartphone-EV que permite a usuários customizar funções básicas com uma aplicação de smartphones.

No que seria o primeiro caso da indústria, a Hyundai implementaria blockchain para prevenir falhas de segurança enquanto os usuários fariam uploads e compartilhariam suas configurações customizadas no servidor.

Para tal, o prometido sistema seria desenvolvido para encriptar parâmetros de grande performance em uma rede blockchain ao criar novos blocos de dados no processo de upload e compartilhamento de configurações para prevenir manipulação de dados não autorizada.

De acordo com a matéria, os motoristas poderão ajustar até sete recursos de performance como a potência máxima de torque do motor, capacidade de aceleração e desaceleração, capacidade de frenagem regenerativa, limite máximo de velocidade, capacidade de resposta e uso de energia no controle climático.

No começo do ano, a subsidiária de serviços financeiros da Hyundai, Hyundai Commercial, fechou parceria com a gigante norte-americana de tecnologia IBM para transformar seus modelos de negócio com blockchain. A parceria seria focada na implantação da tecnologia blockchain de código aberto Hyperledger Fabric para criar um ecossistema de financiamento de cadeias de suprimento para a rede Hyundai Commercial.

Recentemente, a IBM recebeu uma patente para um novo sistema de gestão de dados e interações para veículos autônomos.