Gigante do Mercado Sul-Coreano bane Mineração de Bitcoin em meio a Interrupções de Eletricidade

No início desta semana, o Yongsan Electronics Market, um centro icônico na Coreia do Sul que abriga alguns dos maiores varejistas eletrônicos e a sede sul-coreana dos principais fabricantes de computadores, incluindo a ASUS, proibiu oficialmente a mineração de Bitcoin depois de descobrir que algumas de suas lojas menores usavam a eletricidade do Yongsan Electronics Market para minerar Bitcoin.

Loucura de mineração Bitcoin

Fontes locais, incluindo o Hankyung, revelaram que algumas lojas estabeleceram equipamentos de mineração para minerar Bitcoin com a eletricidade do mercado. Os funcionários de certas lojas de varejo de computadores ainda tinham CPUs normais que passaram a ser usadas para minerar Bitcoin durante a noite.

Os proprietários de lojas de informática e varejistas de eletrônicos apresentaram queixas formais ao gerenciamento do mercado eletrônico Yongsan e expressaram suas preocupações sobre o superaquecimento dos computadores que representam um potencial risco de incêndio.

Na verdade, no início de 2013, muitos entusiastas da criptomoedas na Coreia do Sul tentaram minerar Litecoin, que apresentava níveis de dificuldade significativamente menores que o Bitcoin, com CPUs ou computadores normais. Após dias de execução do software de mineração do Litecoin, alguns relataram que as placas-mãe dos laptops derreteram devido ao superaquecimento extremo.

Em uma declaração pública, o Yongsan Electronics Market anunciou:

"A execução de equipamentos de mineração Bitcoin resulta em consumo significativo de eletricidade no centro. Se o consumo elétrico atingir seu limite, os custos da eletricidade aumentarão drasticamente e eles terão de ser cobertos por comerciantes, lojas de informática e varejistas eletrônicos dentro do centro. Alguns comerciantes e lojas apresentaram reclamações formais que, devido ao rápido aumento do consumo de eletricidade causado pela mineração de Bitcoin, os aparelhos de ar condicionado deixaram de funcionar corretamente ".

Durante uma investigação, o gerente do Yongsan Electronics Market descobriu que algumas lojas que inicialmente foram alugadas como lojas de informática estavam sendo usadas como centros de mineração Bitcoin, com mineradores e GPUs ASIC em racks colocados ao longo do espaço. A gerência revelou ainda que consumidores e clientes que passavam por lojas que tinham equipamentos de mineração Bitcoin em funcionamento sentiram um aumento drástico de temperatura na área.

"100 mineiros ASIC executando simultaneamente"

A administração do Yongsan Electronics Market observou que uma loja tinha US$ 300 mil em mineradores e GPUs da ASIC em tempo integral, 24/7, para minerar Bitcoin e outras criptomoedas.

"Uma loja tinha mais de 100 mineradores ASIC funcionando simultaneamente, o que levou a um aumento inesperado do consumo de energia", acrescentou o gerente.

A mineração de Bitcoin, que já foi um lucrativo negócio e indústria, tornou-se cada vez mais difícil de se beneficiar.

Os principais bancos de mineração, incluindo a Antpool, que é operado pelo fabricante de equipamentos de mineração Bitcoin indiacutivelmente mais influente no setor, a Bitmain, também se esforçam para registrar altas margens de lucro, apesar do desenvolvimento exponencial em mineradores ASIC e equipamentos de mineração Bitcoin.

No mês passado, a Cointelegraph relatou anteriormente que o governo sul-coreano oficialmente legalizou e aprovou o Bitcoin como um método de remessa, semelhante às Filipinas.

Quando o governo sul-coreano e os reguladores financeiros legalizarem e regularem completamente o mercado de câmbio Bitcoin sul-coreano, também será fornecida clareza sobre a mineração Bitcoin.


Siga-nos no Facebook