"Banimento" de ICO da Coreia do Sul: Preço do Bitcoin Price e Ethereum mostram que o mercado não se impressiona

A Coreia do Sul potencialmente "proibindo" as ICOs tem mercados incertos na sexta-feira, já que as declarações regulamentares do início deste mês voltam a perseguir os investidores.

Os comentários da Comissão de Supervisão Financeira do país publicados no boletim de notícias local FN News, em 3 de setembro, sugerem que será ilegal emitir tokens digitais no final deste ano.

"É quase uma aposta", diz a publicação citando um funcionário.

"Se houver um ato ilícito, um terceiro deve intervir, mas é difícil intervir até que o volume ou o preço da transação aumente".

A Coreia do Sul emitiu fortes advertências sobre as ICO mais ou menos no tempo em que a China anunciou sua própria banimento total da prática.

Como tal, alguns comentaristas estão agora dizendo que a perspectiva negativa foi efetivamente comercializada no mercado.

O Bitcoin perdeu cerca de 3,7 por cento nas 24 horas da hora do artigo de sexta-feira, chegando a altas de várias semanas do reteste do suporte em US$ 4000.

Em dezembro, entretanto, será mais rigorosa a identificaçaõ de titulares de moedas virtuais que converterem fundos para fiduciário, com a responsabilidade das empresas de garantir que possam identificar clientes por trás das conversões.

Os bancos também monitorarão eventos de fluxo de caixa "incomuns".

"Vamos iniciar a transação confirmando a identidade do banco e monitorando o fluxo de recursos", continuou o funcionário.

"Isso facilitará o rastreamento de fundos... e fornecerá uma base para prevenir a lavagem de dinheiro, como relatórios de transações suspeitas".