Coreia do Sul: Regulador financeiro autoriza operações de teste para nove fintechs e empresas blockchain

A Comissão de Serviços Financeiros (FSC) da Coréia do Sul autorizou nove empresas fintech a operar no país como parte de testes regulatórios, segundo a agência de notícias local em língua inglesa The Korea Times publicou em 2 de maio.

Segundo o relatório, o regulador nomeou nove startups, que não foram nomeadas, e empresas para fornecer serviços inovadores usando blockchain, telecomunicação 5G e outras tecnologias. A iniciativa seria parte de uma iniciativa controlada de regulação financeira lançada em janeiro.

A iniciativa incluiria novos serviços financeiros oferecidos por um período de testes de um a quatro anos sem limites regulatórios. Um serviço fornecido pelo Woori Bank, que permite aos clientes o câmbio de moedas e saque em dinheiro em restaurantes e estacionamentos perto do aeroporto já seria parte do ambiente controlado da iniciativa. As empresas que usam blockchain não foram especificadas no artigo.

O The Korea Times diz que mais de 100 empresas aplicaram para o programa desde o seu lançamento.

Como o Cointelegraph publicou no começo desta semana, uma pesquisa da empresa de softwares DataLight revelou que Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul são os maiores fãs de exchanges cripto.

Além disso, houve relatos no mês passado de que a gigante eletrônica da Coreia do Sul Samsung poderia estar desenvolvendo uma blockchain público-privada para completar seu próprio token de criptomoeda.