SmartCash implementa governança da comunidade seguindo Dash e outros

A altcoin centrada na privacidade SmartCash anunciou a implementação de um Sistema de Governança Comunitária. A equipe Smartcash mantém o desenvolvimento que irá aprofundar a descentralização no ecossistema.

Em uma entrevista à Cointelegraph, Jeremy Maus, também conhecido como Solarminer, narrou o significado da iniciativa de sua comunidade que foi apelidada de SmartHive. Segundo ele, o orçamento do SmartHive traz uma dinâmica diferente para o SmartCash. Ele também afirmou que permite que a comunidade envie propostas para projetos e atividades que suportam a rede.

Maus diz:

"Estamos nos concentrando em permitir que a comunidade participe do avanço do SmartCash. A mentalidade de 'colméia' funciona com um grande grupo de indivíduos focados em alcançar o mesmo objetivo. O resultado final é um desenvolvimento da comunidade com resultados duradouros".

Governança Comunitária na criptosfera

O Dash foi a primeira criptomoeda a implementar um sistema de governança e tesouraria. O Dash autofinancia seu próprio desenvolvimento, com uma meta de US $ 23 milhões por ano, segregando uma porcentagem das recompensas de bloco para gastar em propostas aprovadas pela comunidade.

Desde a criação do sistema Dash, várias outras moedas se seguiram, incluindo PIVXDecred e algumas outras.

Quando perguntado se o Smartcash é um mero imitador, Maus negou com veemência isso. Ele explicou que, ao contrário de alguns outros mecanismos de governança comunitária que exigem a propriedade de um montante elevado da moeda antes de poder votar, o SmartHive permite a cada titular um direito de voto, agora importa quão pouca moeda eles possuem. Ele disse:

"O SmartCash acredita que todos podem ter uma opinião no projeto, não usuários que precisam saber como manter um servidor ou contribuir com grandes somas de fundos. Facilitamos, tão simples como enviar um e-mail para votar".

Maus explicou ainda que os titulares do SmartCash podem votar em propostas e escolher os projetos mais eficientes para o SmartCash. Ele acha que isso altera a dinâmica anterior de máquinas pagadoras e eletricidade (mineradores) em favor de pagar por atividade real e valor agregado à rede. Maus aponta outra diferença entre sua moeda e outros sistemas de governança:

"Existem outros projetos que dedicam uma pequena parcela do orçamento ao desenvolvimento ou propostas, mas o SmartCash é o primeiro a dedicar 80% da recompensa de bloco ao desenvolvimento, suporte, divulgação e propostas dirigidas pela comunidade".

Análise comparativa

À medida que as altcoins continuam evoluindo, parece que a governança comunitária está crescendo e alguns especialistas acreditam que é um antídoto para debates rancorosos, como a recente crise de escalabilitdade ela qual passou o Bitcoin. No futuro, a Cointelegraph realizará uma revisão comparativa dos vários sistemas de governança e orçamento no setor e dará um relatório completo aos nossos leitores.