Sirin Labs encontra fabricante para o seu smartphone Blockchain

O desenvolvedor de sistemas eletrônicos orientados pela tecnologia Blockchain e também fornecedor de sistemas operacionais Sirin Labs encontrou um fabricante para seu smartphone Blockchain , segundo a Bloomberg reportou em 4 de Abril.

Uma subsidiária da Foxconn Technology Group, a FIH Mobile, concordou em ajudar a desenvolver o telefone Blockchain, chamado Finney.

"A SIRIN LABS está incrivelmente animada em anunciar que escolheu a FIH Mobile (Foxconn International Holding) para fabricar o smartphone FINNEY. Com este desenvolvimento, estamos dando um enorme salto para levar a revolução do Go Crypto para o mainstream".

A Foxconn é uma empresa multinacional de fabricação de contratos eletrônicos com sede em Taiwan. É um dos maiores empregadores do mundo e alguns dos seus principais clientes incluem a Apple, o Google , a Cisco, a Huawei e a Amazon .

O smartphone foi projetado para permitir que os usuários armazenem e usem moedas digitais com segurança. O CEO da Sirin, Moshe Hogeg, afirmou que, com os métodos atuais de armazenamento, o uso de moedas digitais, é difícil e nada intuitivo. “(...) o mercado da grande massa nunca conseguiria. Não há chance de minha mãe descobrir como usar o Bitcoin, e olha que minha mãe é inteligente. ”

O dispositivo irá integrar uma infinidade de diferentes tokens. Ele também permitirá que os proprietários façam compras em plataformas de criptomoedas, como Overstock.com e Expedia, convertendo dinheiro em tokens especializados, caso necessário. A Sirin disse que os usuários podem eventualmente abrir mão de endereços complexos e longas chaves privadas e, em vez disso, verificar suas identidades em serviços relacionados a moedas com uma varredura de íris, impressões digitais ou até mesmo uma senha simples.

Ela (Sirin) arrecadou em Dezembro $158 milhões para o projeto através de uma oferta inicial de moedas (ICO) após $70 milhões em investimento inicial. Em Outubro, a Sirin planeja enviar as primeiras unidades para oito novas lojas em locais com as comunidades de criptomoedas mais ativas, como Turquia e Vietnã. A empresa de eletrônicos de consumo suíça espera licenciar a tecnologia para outros fabricantes de telefones, o que poderia diminuir o preço, tornando o dispositivo mais disponível.

Como a Cointelegraph relatou em Março , a Huawei estava em negociação com a Sirin Labs, supostamente sobre a licença para o sistema operacional da Sirin. Enquanto o Sirin Labs confirmou em seu canal Telegram que a reunião ocorreu, nenhum anúncio detalhado foi feito sobre as discussões.