Residentes de Cingapura clamam por cartões de Bitcoin apoiados pela Visa

De acordo com a Bloomberg, a Visa está começando a perceber que eles estão sentados em uma mina de ouro. Este ano, os cartões de débito de criptomoeda tornaram-se bastante populares. Esses cartões são emitidos por empresas terceirizadas que armazenam Bitcoins de usuários ou outras moedas. Quando o consumidor vai fazer uma compra com o cartão, a empresa emissora vende um determinado montante das participações do consumidor para pagar a cobrança.

Quando uma dessas empresas começou a emitir cartões apoiados em criptomoeda recentemente, eles ficaram chocados ao receber 17.000 reservas em um curto período, sem qualquer publicidade.

Embora o setor de moeda digital tenha aumentado durante o ano passado, houve alguma dificuldade no cruzamento para incorporar a adoção de criptomoeda pelo grande público. Grande parte do atraso é causada por dificuldades em realmente poder usar moedas digitais para fazer compras.

Agora, a rede de cartões de crédito globalmente reconhecida, Visa, entrou para desempenhar um papel na economia digital. Eles começarão com Cingapura. A minúscula nação de Cingapura tem sido um país avançado e receptivo quando se trata de aceitação e adoção de criptomoeda, então esse parece ser um passo lógico.

Enquanto a maioria das pessoas comuns ainda desconfiam das moedas digitais, quando uma empresa respeitada como a Visa dá o seu imprimatur, alguns desses desequilíbrio desaparecem. Ser capaz de gastar moeda digital com um cartão apoiado pela Visa permite aos consumidores gastem sua criptomoeda em mais de 44 milhões de locais em todo o mundo.

A Visa teve algumas incursões no setor de criptomoeda, já tendo aprovado vários emissores de cartões baseados em criptomoeda diferentes. Há muito trabalho que ainda precisa ser feito antes que a moeda digital seja verdadeira, mas o fato de que as principais emrpesas estão lidando com a nova tecnologia é um bom presságio para a adoção de longo prazo.