Simon Dixon: “Bitcoin e criptos são coisas muito diferentes para muitas pessoas diferentes”

A Cointelegraph começa a publicar séries de entrevistas rápidas com fascinantes discursantes e convidados da BlockShow Asia, que teve lugar em Cingapura em novembro de 2017.

Simon Dixon, empresário inglês, empreendedor, reformador bancário e investidor-anjo, conhece fintech como a palma de sua mão. Tendo moderado um painel de discussão sobre fundos cripto na BlockShow Asia, Simon falou com a Cointelegraph sobre a geografia da cripto, compartilhou sua excitação sobre o desenvolvimento da indústria e sugeriu uma idéia para uma nova aplicação Blockchain.

Cointelegraph: Qual é a sua primeira impressão sobre o local, sobre a comunidade aqui reunida e sobre o público?

Simon Dixon: Bem, você não poderia ter escolhido um lugar melhor na Ásia! Cingapura é incrível! Existe aqui um excelente atendimento. Acabamos de dar início ao primeiro painel e acho que o público realmente gostou do que estava saindo dele. Parece uma boa diversidade de investidores e empresários e pessoas novas no setor. Você sabe que estamos passando por um crescimento rápido no momento, os preços estão em níveis recordes, de modo que está atraindo muitas pessoas e você fez um bom trabalho em colocá-las todas juntas em Cingapura.

CT: Você viaja muito, imagino, você notou alguma diferença entre as comunidades cripto em diferentes lugares da Terra?

SD: Essa é uma pergunta interessante! Eu acho que, de maneira geral, Bitcoin e criptomeodas foram projetados como uma inovação sem fronteiras. O que estou experimentando agora é, aonde quer que você vá - há apenas comunidades dinâmicas, há banqueiros que estão saindo, há como um êxodo para o Blockchain agora. Eu penso em todos os lugares em que você pode ir - existem casos de uso diferentes. Acabei de vir do Vietnã. Vou para Seul na Coreia. No Vietnã, experimento mais desenvolvimento no terreno, pessoas que procuram fazer coisas realmente interessantes. Aqui em Cingapura, vejo que as pessoas usam o Bitcoin e o Blockchain para obter mais inovações financeiras. Elas têm um setor financeiro muito dinâmico aqui. Em Seul há produtos de investimento muito novos, há muita especulação. Outros lugares que eu vou, você está apenas vendo isso em todos os lugares. É apenas um setor de rápido crescimento, emocionante e esmagador. Essa é a minha emoção, que eu sinto todos os dias - emoção e empolgação.

CT: Você sempre se sente confortável estando tão emocionado e empolgado no trabalho?

SD: E é que só entrei em 2011. No ano de 2011 conheci cada negócio que estava acontecendo no qual podíamos investir. Agora, no BnkToTheFuture.com, recebemos 30 aplicativos por dia de pessoas que procuram construir algo novo no Blockchain, procurando investimentos e buscando crescer. É excitante ver nossa indústria ter essa tração porque por tanto tempo era um pequeno nicho onde estávamos apenas tentando explicar às pessoas esse conceito muito estranho. Agora parece que todos querem saber sobre isso. Há tanta educação que é necessário sair de onde estávamos nos primeiros dias para onde estamos agora, e uma espécie de adoção sobre a previsão para 2018 até 2020 e além.

CT: Quais são as coisas maiores e mais sensíveis para se impulsionar a indústria?

SD: Eu acho que o que estamos vendo agora é que o Bitcoin tornou-se oficialmente o ouro digital. Penso que no passado estava focado em ser uma moeda. Como agora é ouro digital, criou esta "coisa do tipo de moeda de ouro de reserva mundial" que é global e que nunca vimos antes. Então, sempre que você está negociando dentro e fora desses ativos que estão sendo construídos porque são protocolos de tecnologia e produtos financeiros, as pessoas acham que é difícil administrar sua cabeça porque elas agem, dependendo de como você deseja usá-los, elas agem como todos esses. O que estamos vendo agora é que agora o Bitcoin atingiu a marca de US $ 10.000 - o Ethereum provavelmente está se aproximando de 500.

CT: Foi o presente de ontem para o BlockShow.

SD: Sim, obtivemos recordes para o show. Com base neles são como os fundamentos de grande parte da inovação. O Bitcoin é como a reserva segura de valor em nosso mundo. Onde as pessoas veem isso como uma coisa louca, em nosso mundo, o Bitcoin é como o voo para a segurança. E então, o Ethereum é esse produto tão inovador que todos estão abrindo, quebrando coisas e tem um novo drama a cada semana; assim como todo o setor realmente. Mas acho que el está captando a imaginação de todos e é realmente ótimo ver o número de pessoas que estão entrando no setor.

Quando cheguei a isso, acreditei que o futuro das finanças é muito diferente do passado e hoje estamos realmente a ver isso acontecendo. Este é o lugar para as pessoas que querem vir trabalhar, desenvolver suas habilidades, é abundante em dinheiro - estamos acima dos US $ 300 bilhões de capitalização de mercado. Então, agora, nem precisamos de financiamento tradicional, saímos e fazemos a nossa própria coisa. É algo muito emocionante pensar em que nos tornamos, quase como um mecanismo de autofinanciamento, pelo qual a indústria possui pessoas ricas o suficiente para se financiar. Então, você não precisa ir para as finanças tradicionais e tentar persuadir as pessoas dessas ideias estranhas e inusitadas que soam tão ininteligíveis para o que eles conhecem. E então eles podem aproveitar seu tempo para se integrar ao setor e usá-lo da maneira que quiserem usá-lo, porque o Bitcoin e as criptomoedas são tantas coisas diferentes para tantas pessoas diferentes.

CT: Qual livro o inspirou recentemente? Talvez você aconselhe algo aos nossos leitores?

SD: Bem, isso poderia surgir como real e flagrante autopromoção, mas acredito que escrevi o primeiro livro do mundo que abordou o Bitcoin, que se chama Banco do Futuro. Eu voltei a lê-lo e acho que ainda é tão relevante hoje como quando o escrevi em 2011.

CT: Você não gostaria de republicá-lo?

SD: Eu ADORARIA republicá-lo, mas simplesmente não consigo encontrar inspiração e tempo para fazê-lo.

CT: Inspiração ou tempo?

SD: Bem ... tempo. Eu não gosto de escrever, eu adoro falar, então, para mim, é um processo muito natural.

CT: Então, você tem que encontrar uma pessoa que te ouvirá e depois quem...

SD: Exatamente, talvez seja um novo aplicativo Blockchain.

As idéias vêm de todos os lugares.

Simon Dixon falou à Lucrezia Cornèr, editora executiva da Cointelegraph.