Startup de entregas 300cubits suspende suas operações de blockchain

A startup de envio de remessas em blockchain 300cubits suspendeu as operações de seu módulo de reserva e a circulação de seu token TEU.

Como publicou a agência de notícias sobre transporte marítimo The Maritime Executive em 30 de setembro, a 300cubits, baseada em Hong Kong, seria uma das primeiras empresas a aplicar tecnologias blockchain no envio de remessas.

Baixo volume de transações

Segundo o texto, o sistema da 300cubits começou a testar o envio de remessas remessas em março de 2018, lançando ao ar a produção em julho de 2018. A matéria também ressalta que seus tokens de TEU ainda são um dos ativos digitais mais reconhecidos no ramo dos transportes marítimos.

Ainda assim, o baixo volume de transações - apenas algumas centenas de contêineres usaram o sistema - teria tornado a operação infrutífera.

A maior barreira de marketing para a empresa foi a falta de clareza regulatória em relação aos criptoativos, o que teria afastado os usuários. Uma parceria com a grande plataforma de comércio oceânico INTTRA foi cancelada de última hora alegando o mesmo motivo, diz o artigo.

Suspensão e queima

Agora que o sistema foi suspenso, a 300cubits queimou 75% de seus tokens TEU ainda não vendidos, e deve queimar mais no futuro, à medida que eles saírem de circulação. Ainda assim, a empresa ressalta em comunicado que o projeto ainda tem despertado interesse dos principais players do setor:

"Os pontos positivos são que o sistema teve participação das maiores linhas de transporte marítimo, por exemplo. A Sealand do Maersk Group, CMA CGM, MSC e Cosco, enquanto a 300cubits chegou além das negociações com o restante das 10 principais transportadoras de contêineres sobre a execução de remessas experimentais no sistema. Mais de uma dúzia de remetentes, p. A Li & Fung Logistics, BASF, JF Hillebrand, Esprit, Mitsui Chemical, REWE, já experimentaram o sistema. ”

Como o Cointelegraph recentemente publicou, a Vakt, uma plataforma de pós-negociação baseada em blockchain para commodities, assinou um memorando de entendimento com a essDOCS, uma empresa que desenvolve soluções comerciais sem papel, para levar o transporte europeu de remessas para a blockchain.