Bolsa de Valores de Xangai faz parceria com grandes empresas de seguros para melhorar a indústria com blockchain

A Bolsa de Valores de Xangai (SSE) e a Associação de Gestão de Ativos de Seguros da China (IAMAC) concordaram em cooperar na melhoria das indústrias de seguros e previdência com o uso da tecnologia blockchain, informou o jornal China Securities Journal sobre a parceria segunda-feira, 20 de agosto.

O China Securities Journal escreveu que a SSE, a quarta maior bolsa de valores do mundo, foi acompanhada por vários grandes participantes do setor de seguros, incluindo a IAMAC, a Companhia de Seguros de Pensões Changjiang, a Tokyo Maritime Sunshine e outros.

O objetivo declarado do novo grupo é “criar uma nova indústria de seguros de alta eficiência, baixo custo e mais segura” através do uso da tecnologia blockchain . O artigo esclarece:

“A transformação digital da habilitação de seguros construirá uma plataforma de serviços blockchain para resolver o problema de estrangulamento da inovação empresarial. Com desenvolvimento de aplicativos conveniente e eficiente, modo de implantação flexível e monitoramento visual e plataforma de operação.”

Como a Cointelegraph informou em 12 de julho, a Bolsa de Valores de Xangai revelou seus planos de usar blockchain em suas transações com títulos, indicando o crescente nível de adoção da tecnologia de livro-razão distribuído (DLT) por instituições maiores.

Na semana passada, um grande acelerador empresarial norte-americano Y Combinator anunciou o lançamento de sua nova divisão na China para “construir uma organização local de longo prazo que combine o melhor do Vale do Silício e da China e crie muita inovação”.

No início deste mês, a Intercontinental Exchange (ICE), que opera a Bolsa de Valores de Nova York (NYSE), divulgou seus planos para construir um “ecossistema global aberto e regulado para ativos digitais” em cooperação com a Microsoft e outros.