SEC cria novas unidades para combater ameaças cibernéticas proteger investidores de varejo

A Comissão de Títulos e Câmbio dos EUA (SECanunciou no final de setembro a criação de duas unidades de Divisão de Execução para combater ameaças cibernéticas e proteger os interesses dos investidores de varejo. As novas unidades são a Retail Strategy Task Force e a Cyber Unit.

De acordo com a codiretora da Divisão de Execução da SEC, Stephanie Avakian, as unidades abordarão as maiores ameaças que enfrentam os investidores e o setor de valores mobiliários.

"As ameaças e má conduta relacionadas ao cibernético estão entre os maiores riscos enfrentados pelos investidores e pelo setor de valores mobiliários. A Cyber Unit irá aumentar a nossa capacidade de detectar e investigar ameaças cibernéticas através do aumento da experiência em uma área de importância nacional crítica".

Breves detalhes sobre as novas unidades

A Retail Strategy Task Force tem o mandato de desenvolver programas proativos e direcionados para identificar atividades ilegais que afetem negativamente os investidores no varejo. Entre essas más conduta estão a venda de produtos estruturados inadequados e esquemas de pump and dump de microcapitalizações.

A força-tarefa incluirá o pessoal de execução da SEC em todo o país e colaborará com as unidades da agência, incluindo o Programa de Exame Nacional e o Escritório de Educação e Advocacia de Investidores.

A Cyber Unit, entretanto, se concentrará na identificação e prevenção de má conduta relacionada com o cibernético. Entre eles, há fraudes de manipulação de mercado através de mídias eletrônicas e sociais, violações envolvendo tecnologia de livro-razão distribuído (DLT), ofertas iniciais de moedas (ICO) e ameaças cibernáticas para plataformas de negociação e outras infraestruturas de mercado críticas.

De acordo com o presidente da SEC, Jay Clayton, as unidades refletem os esforços sustentados da agência para identificar e prevenir novas formas de má conduta e salvaguardar os interesses dos investidores da Main Street.

"Quando Stephanie e Steve se vieram até mim com essas iniciativas, endossei-as de todo o coração. Elas refletem os contínuos esforços da divisão de buscar novas formas de má conduta, mantendo um olhar atento para nossos investidores da Main Street".

O que isso significa para o mercado de criptomoedas?

Tal movimento é principalmente para ajudar a proteger os consumidores, o que significa regras e regulamentos mais rigorosos para empresas que buscam levantar fundos através da ICO. Isso também significa motivos mais claros para que o órgão regulador faça as cobranças necessárias junto às empresas que não cumprem as regras estabelecidas.