Escalabilidade, privacidade e governança - principais problemas para os DApps, diz cofundador da Qtum

A funcionalidade do Ethereum atraiu um grande número de novas ICOs para a plataforma, já que as empresas procuram criar moedas de maneira mais fácil ou tokens com vários recursos. No entanto, o recente DApp CryptoKitties provou que a rede pode sofrer com falta de velocidade por causa do setor US volume de transações. E enquanto os contratos inteligentes tornaram o Blockchain Ethereum mais funcional que o do Bitcoin para algumas empresas, os riscos à segurança continuam sendo uma realidade.

O Qtum Blockchain tem a esperança de fornecer uma alternativa ao Ethereum e ele vem recebendo muita atenção ultimamente. A criptomoeda da empresa, o QTUM, cresceu substancialmente nas últimas semanas, de US $ 12,31 no início de dezembro para cerca de US $ 51 no momento deste artigo.

Gráficos Qtum

A Cointelegraph recentemente teve a oportunidade de bater um papo com Jordan Earls, cofundador do projeto Qtum, desenvolvedor principal e copresidente da Smart Contracts Alliance, para entender como a Qtum se distingue de outras soluções Blockchain.

Cointelegraph: Obrigado por encontrar um tempo para sentar-se conosco e batermos um papo. Então, ajude nossos leitores a entender como o Qtum é único nos DApps para o Blockchain Ethereum?

Jordan Earls: O Qtum é principalmente compatível com o ecossistema Ethereum DApp, mas oferece muitos avanços tecnológicos "nas entrelinhas". Os desenvolvedores do DApp podem, é claro, usar o Solidity e seus conhecimentos existentes em Ethereum para criar um DApp Qtum, mas há mais benefícios além disso.

Uma das nossas maiores vantagens é que usamos o modelo Blockchain "UTXO". O que isso significa basicamente é que podemos usar o protocolo SPV, que é amplamente popular e foi criado pelo ecossistema Bitcoin, para trazer interações de contratos inteligentes mais leves para dispositivos móveis e IoT. É por isso que Qtum é ideal para DApps que dependem fortemente de casos de uso do tipo Mobile e IoT.

CT: Em sua opinião, quais os principais problemas que as plataformas DApp existentes estão enfrentando atualmente?

JE: O Bitcoin é projetado para ser uma moeda, é simples, seguro e estável. Ele não é uma plataforma porque o idioma de seu script tem uma flexibilidade limitada. Então, quando estamos falando de uma plataforma DApp, estamos falando de uma flexibilidade infinita. Somente através da linguagem de programação Turing Complete Smart contact podemos ter flexibilidade infinita, então as pessoas podem criar aplicativos descentralizados.

No momento, particularmente, acho que todas as plataformas DApp estão longe da maturidade, até Ethereum e Qtum estão enfrentando alguns problemas como: em primeiro lugar, a escalabilidade, uma vez que a descentralização e a velocidade são sempre um trade-off para um Blockchain público. Neste momento, a capacidade de TPS (transações por segundo) para o Ethereum é de cerca de 15 a 20. Está longe de suportar milhares de DApps, e mesmo que a TPS da Qtum seja de cerca de 60 a 70 para o mainnet, ainda não é suficiente para o futuro. A solução para escalabilidade é uma rede em camadas ou canais off-chain (fora da corrente).

O segundo grande problema é a independência e a privacidade. Para uma plataforma (pense na plataforma Android), cada aplicativo é independente um do outro, o tempo de inatividade do aplicativo PayPal não afetará seu aplicativo do Google Maps. Precisamos descobrir uma maneira de tornar os DApps menos dependentes uns dos outros (por exemplo, os DApps do CryptoKitty não deve interferir na transação fundamental entre duas pessoas que querem apenas transferir US $ 100 em Ether).

Para a privacidade, especialmente para alguns casos de uso comercial (como uma transação entre um banco A e um banco B que nunca pode vazar para um banco C), estamos encontrando algumas soluções agora. Penso no futuro. Com base em certas provas de conhecimento zero, podemos ter uma melhor arquitetura de contrato inteligente.

O terceiro problema é o modelo de governança para os DApps. Neste exato instante, não temos um modelo de governança claro para Bitcoin e Ethereum, por isso é difícil tomar decisões e chegar a um consenso quando ocorrem algumas situações de emergência. Como podemos ter um melhor modelo de governança para todos os participantes? A Qtum projetou os protocolos de governança descentralizada. Por exemplo, através de contratos inteligentes, podemos monitorar alguns parâmetros da rede, como preço do Gas, limite de Gas e muito mais. Isso torna mais fácil resolver os problemas de forks, mas o problema da governança ainda é uma questão aberta para a indústria Blockchain.

A Qtum também implementa o Protocolo de Governança Descentralizada que nos permite mudar rapidamente os parâmetros no Blockchain para mitigar ataques à medida que eles acontecem, sem exigir um fork ou outra disrupção da rede.

CT: Como a Qtum planeja lidar com os problemas de escalabilidade Ethereum que recentemente surgiram?

JE: A Qtum fornece algumas respostas parciais para os problemas de escalabilidade no momento, e estamos planejando mais soluções para o futuro.

Primeiro, o Blockchain Qtum implementa o Protocolo de Governança Descentralizada que nos permite ajustar rapidamente os parâmetros da rede para reagir a problemas de escala ou de segurança. Por exemplo, é possível que a maioria do Blockchain Qtum vote para aumentar o tamanho do bloco de 2 MB para 4 MB. Se as partes governantes concordarem e a proposta passar, as regras de rede são alteradas instantaneamente, sem necessidade de atualização de software ou tempo de inatividade da rede.

Em nossos testes, o Blockchain Qtum suporta cerca de 70 transações. Estar baseado no modelo UTXO do Blockchains nos permite processar algumas transações em paralelo e, portanto, é capaz de escalar para números maiores no futuro.

Atualmente estamos trabalhando na VM Qtum x86. Isso basicamente permitirá que contratos inteligentes sejam executados no Blockchain de forma mais eficiente e com menores custos de Gas. Ele também implementa recursos para permitir que mais transações sejam processadas em paralelo, e até mesmo permite código de contrato inteligente multitarefa.

E, finalmente, também acreditamos que a solução final para alcançar milhares de transações por segundo e ir além é mover mais transações para fora da corrente para que elas não consumam recursos do Blockchain. No momento temos um protótipo de lightning network funcionando em nosso testnet e o Qtum também é compatível com a tecnologia de rede Raiden. Atualmente estamos projetando e pesquisando uma lightning network híbrida com base nas melhores partes da Raiden e da tecnologia lightning.

CT: Então, o que você acha que está por trás do recente aumento no preço do Qtum?

JE: Para te falar a verdade, nós não temos certeza. Mercados são imprevisíveis. No entanto, se tivéssemos que imaginar, acho que seria o mercado reagindo a nossos planos para os róximos anos. Além disso, há algumas especulações em torno do anúncio do UBTC de que haverá um airdrop para os que possuem Qtum, o que significa que para cada 100 Qtum no bolso, eles terão um UBTC.

CT: Diga-nos qual é o caso de uso mais emocionante para o qual os DApps já prontos para o consumidor (além de ICOs)?

JE: Essa é uma pergunta difícil porque, no meu entendimento, quando falamos sobre Blockchain, estamos falando duas coisas - uma é de criptomoeda e outra é a Plataforma Sem Confiança (DApps). Até mesmo hoje as pessoas afirmam que temos algumas centenas de DApps, mas a maioria deles não são DApps de verdade. Eles são mais como uma aplicação centralizada com uma solução de pagamento em criptomoeda.

Uma das áreas mais empolgantes que tenho grande interesse é usar o Blockchain para reconstruir conteúdos digitais (filmes, música, ebooks, curta-metragens, etc.) e a indústria do entretenimento. Tipo, você pode baixar filmes (com os direitos autorais já registrados no Blockchain) de todos os lugares da Internet, e todos podem ajudar a distribuir os filmes e ganhar algum dinheiro (canais descentralizados) com isso. Então, quando você o assistir, o sistema cobrará por isso através do contrato inteligente. Pessoalmente acho que esse é o verdadeiro ideal do DApp no Blockchain e todos podem usá-lo em seus celulares. Se isso der certo, talvez não precisemos da Apple App Store nem do Google Play. Será uma grande inovação para desenvolvedores de aplicativos e para a indústria de software.


Siga-nos no Facebook