Samsung entra para o mercado de mineração de criptomoedas, "Produção em massa" de chips ASIC para a China.

A Samsung anunciou um acordo na segunda-feira, dia 29 de Janeiro, para produzir o ASIC,um hardware de mineração taiwanês em produção TSMC. A "produção em massa" do chip ASIC já começou em Janeiro, de acordo com a central de notícias coreana The Bell .

Um chip ASIC , que representa o circuito integrado de aplicativo-específico, é uma peça de hardware especialmente projetada para mineração de criptomoeda baseada em um algoritmo de hash específico, como o SHA256 ,algorítimo esse que o Bitcoin e o Litecoin são executados. Isso tudo faz parte de um dispositivo de criptomoeda.

A TSMC fornece os chips ASIC necessários para a mineração de criptomoedas para a Bitmain , uma empresa de mineração Bitcoin sediada na China. A Bitmain também fabrica seu próprio hardware, tendo lançado dois produtos no estilo ASIC em Setembro de 2017 com crítica relativamente negativa, bem como um lançamento inesperado de um minerador chamado SiaCoin , em 19 de Janeiro.

No que diz respeito à rentabilidade da Samsung entrar no mercado de criptomoeda, Hwang Min-seong, analista de segurança da Samsung, disse ao The Bell:

"A Samsung Electronics poderia aumentar suas receitas através da fabricação de chips ASIC, mas porque a fundição apenas representa uma pequena porção do desenvolvimento de produção de semi-condutores da empresa, é difícil prever que o empreendimento de mineração da empresa terá um impacto significativo nas receitas da empresa. "

O acordo da sul coreana Samsung com a TSMC vem após um mês turbulento nos mercados de criptomoedas na Ásia, com exchanges proibidas na China, acusações de transações internas e confusão sobre a regulamentação na Coreia do Sul caminhando para perdas substanciais .