Corporação nuclear estatal russa vai desenvolver blockchain para "aumento da eficiência"

A empresa estatal russa de energia nuclear (Rosatom) desenvolverá tecnologias digitais "avançadas", como blockchain, de acordo com Evgeniy Abakumov, chefe do departamento de TI da Rosatom, citado pela mídia corporativa Strana Rosatom na segunda-feira, 1º de outubro.

De acordo com Abakumov, Rosatom pretende se concentrar em três áreas de novas tecnologias, ou seja, blockchain, inteligência artificial e Internet das Coisas (IoT). "Estamos comprometidos em integrar as tecnologias 4.0 em uma escala mais ampla. IoT, IA, blockchain e outros são para aumentar a eficiência do processo de fabricação", disse o chefe do departamento de TI da Rosatom.

Abakumov também afirmou que a Rosatom está procurando trazer novos talentos nas três áreas mencionadas.

Como a Cointelegraph relatou, as instituições oficiais russas estão amplamente interessadas em tecnologias relacionadas à criptomoeda. Por exemplo, o fundo de pensão estatal russo – o maior serviço social do país – revelou seus planos para implementar contratos blockchain e contratos inteligentes em relações trabalhistas neste verão.

No mês passado, a União Russa de Industriais e Empresários, que incluía gerentes russos de alto escalão da lista de bilionários da Forbes, supostamente participou da criação de um projeto de lei alternativo sobre regulação de cripto no país.

O projeto de regulação da criptomoeda na Rússia, em andamento desde janeiro de 2018 e ainda a ser aprovado, está se mostrando "decepcionante", segundo alguns especialistas.