Ripple, NEM e mais duas empresas lançam a associação "Blockchain for Europe"

Quatro grandes empresas de blockchain formaram uma associação "Blockchain for Europe", de acordo com um comunicado de imprensa de 5 de dezembro. A associação busca promover o entendimento e a regulamentação proativa de blockchain e outras tecnologias de contabilidade distribuída (DLT) em todo o continente.

As quatro empresas participantes são a Ripple, a Fundação NEM, a Emurgo - que apoia empreendimentos comerciais baseados no blockchain do Cardano - e a empresa de desenvolvimento "smart ledger" Fetch.AI. As empresas delinearam o objetivo da associação de abordar o debate político "fragmentado" da União Europeia em relação a blockchain, que, segundo eles, é distorcido por informações "inconsistentes" de fora do setor emergente.

Em uma tentativa de melhorar a situação atual, a recém-formada associação terá como objetivo educar as instituições da UE e dos estados membros sobre o potencial da tecnologia. Também defenderá a futura regulamentação "inteligente" que será propícia à inovação e ajudará o continente a "moldar a agenda global" em relação ao blockchain.

Em 27 de novembro, a associação organizou uma cimeira blockchain para a Europa no Parlamento Europeu (PE) em Bruxelas, juntamente com os quatro maiores grupos do PE: Grupo do Partido Popular Europeu (PPE), Aliança dos Democratas e Liberais pela Europa (ALDE), Conservadores e Reformistas Europeus (ECR) e Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas (S & D).

A conferência internacional abordou o potencial do blockchain em vários setores e casos de uso, incluindo a governança, a saúde, o transporte, o comércio, a identidade, a infraestrutura do mercado financeiro e tokens/criptomoedas.

No início deste outono, a Itália se tornou o mais recente estado membro da UE a se unir a outro grupo regional da indústria, o European Blockchain Partnership, cujos membros incluem o Reino Unido, a França, a Alemanha, a Suécia, a Holanda e a Irlanda. O European Blockchain Partnership declarou seu objetivo como "o estabelecimento de uma infraestrutura europeia de serviços blockchain (EBSI) que apoiará a prestação de serviços públicos digitais transnacionais, com os mais altos padrões de segurança e privacidade".