Ripple realiza conferência sobre a blockchain na Universidade da Califórnia

Nos dias 3 e 4 de outubro, o Ripple organizou uma reunião de 200 desenvolvedores, pesquisadores e estudantes de pós-graduação, no campus da Universidade da Califórnia, Berkeley, para sua primeira conferência anual da University Blockchain Research Initiative. Conhecida como UBRI Connect 2019, esta é a principal conferência acadêmica da Ripple focada em blockchain e ativos digitais de uma perspectiva multidisciplinar.

O evento recebeu mais de 40 escolas de 14 países diferentes, para discutir a blockchain e cripto nos negócios, direito e engenharia. O UBRI Connect também proporcionou a oportunidade para a plataforma de pagamentos da Ripple, Xpring, e sua rede global de pagamentos, RippleNet, para anunciar grandes marcos e atualizações.

“O UBRI Connect é um encontro acadêmico que permite à Xpring e à RippleNet a oportunidade de contar suas histórias”, disse Ken Weber, chefe de impacto social da Ripple, ao Cointelegraph. "Por exemplo, a Xpring viu essa conferência como uma chance de anunciar suporte para desenvolvedores com ferramentas e financiamento para as idéias mais promissoras".

Um olhar mais atento à UBRI

Segundo Weber, atualmente o programa UBRI da Ripple consiste em 34 universidades parceiras em todo o mundo, metade das quais com sede nos Estados Unidos. Muitas das universidades aceitas já realizaram pesquisas anteriores sobre blockchain e fintech. Por meio do UBRI, a Ripple planeja ajudar a desenvolver essa pesquisa, a fim de criar uma verdadeira inovação no ecossistema de blockchain e criptomoedas.

Weber também deixou claro que a UBRI é muito diferente da pesquisa tradicional patrocinada por empresas. Em vez de usar o financiamento para direcionar a pesquisa, a UBRI está optando por fazer parceria com departamentos universitários e professores que já estão envolvidos com a blockchain. Dessa forma, o Ripple pode tornar o financiamento irrestrito, permitindo que os acadêmicos trabalhem nas questões que mais lhes interessam.

"Não fomos a nossos parceiros universitários da UBRI dizendo a eles para quais produtos e questões técnicas precisamos soluções", disse Weber. "Decidimos que o financiamento é irrestrito e é inteiramente filantrópico".

Embora a UBRI não determine como os fundos são gastos, os organizadores do programa acreditam que os parceiros da universidade estão realmente interessados no que a Ripple está fazendo. Segundo Weber, a UBRI possui um inventário de tópicos de pesquisa que qualquer pessoa na rede pode acessar, para escolher tópicos para trabalhar ou colaborar.

Por exemplo, Weber observou que a UBRI está trabalhando em estreita colaboração com os professores de direito e política, na pesquisa de política e regulamentação. Alguns desses professores estão discutindo com os bancos centrais para ajudar a moldar esses estudos. O URBI também trabalha com o departamento de engenharia da Universidade de Stanford, observando que os alunos e professores ajudaram a Ripple a descobrir duas inovações em cripto que são importantes para ajudar na escala da blockchain. "O objetivo aqui é menos sobre o desenvolvimento do Ripple, mas para ajudar a construir o ecossistema de blockchain e cripto", disse Weber.

Acompanhar o crescimento

O UBRI Connect 2019 também forneceu um estágio para o Xpring e o RippleNet, para discutir os desenvolvimentos recentes com o XRP, a criptomoeda usada pela rede de pagamentos Ripple.

Durante uma sessão, David Schwartz, diretor de tecnologia da Ripple, discutiu a "Internet do valor", lançando luz sobre as diferenças entre RippleNet e Xpring.

“A Ripple está construindo uma rede global de pagamentos para instituições financeiras com o XRP, enquanto a Xpring está construindo uma rede global de pagamentos para desenvolvedores com o XRP”, especificou Schwartz.

Enquanto a Xpring e a RippleNet se concentram em diferentes setores, os dois estão relacionados. O vice-presidente sênior e líder da Xpring, Ethan Beard, mencionou durante sua apresentação: "Acreditamos que construir a internet do valor é semelhante à construção da Internet".

O vice-presidente da Ripple, Doug Purdy, também apresentou uma conferência sobre a plataforma Xpring e sua nova plataforma de desenvolvedor que permitiria ao XRP Ledger e o Interledger enviar e receber pagamentos em qualquer moeda.

"O objetivo de tudo o que estamos fazendo aqui é como podemos tornar possível, para os 23 milhões de desenvolvedores de aplicativos, colocar dinheiro no centro dos seus aplicativos", disse Purdy, durante seu discurso no UBRI Connect. "Acreditamos que o XRP é o meio mais importante e mais eficaz para estabelecer uma ponte entre as fronteiras geográficas e monetárias".

No entanto, enquanto a UBRI obteve sucesso total, Weber, líder da UBRI da Ripple, observou que se tornou um desafio acompanhar o nível de demanda dos alunos à medida que o programa continua a crescer.

"A Ripple ainda é uma empresa pequena e estamos ocupados construindo seu negócio principal", disse ele. "Temos muitas pessoas que gostam de se envolver com professores e alunos, mas não podemos nos envolver com tantas escolas e oferecer apoio a tantas pessoas e projetos ”.

"O desafio agora é atender à expectativa de colaboração e manter o programa aberto a universidades, estudantes de graduação, estagiários e professores".