Executivo do Ripple: blockchain e criptos têm papel importante na independência tecnológica dos EUA

A tecnologia precisa ser uma questão nacional para os Estados Unidos, com as moedas digitais e a blockchain sendo reconhecidas dentro dessa meta, afirmou o diretor de relações regulatórias da Ripple, Ryan Zagone, na conferência Consensus 2019 nesta terça-feira, 14 de maio.

Zagone afirmou que a tecnologia precisa ser uma questão de segurança nacional para os EUA garantindo que o país seja o líder e não dependente de inovadores estrangeiros:

“Há uma ampla discussão em Washington sobre o fato do 5G ser dominado por empresas estrangeiras e os EUA serem dependentes da tecnologia e expertise estrangeira… Com a blockchain e as criptomoedas acho que há um reconhecimento agora de que eles farão parte de nossa infraestrutura futura… É importante tanto pela segurança nacional, como pela perspectiva econômica que os EUA estejam na liderança disso.”

Recentemente, os legisladores reapresentaram o Token Taxonomy Act que exclue as criptomoedas de serem classificadas como valores mobiliários. O ato também busca a introdução de segurança regulatória para empresas e reguladores na indústria blockchain dos EUA, bem como esclarece iniciativas estatais conflitantes e decisões regulatórias que confundem o setor.

Além disso, o anúncio chama atenção para a força crescente do mercado de ativos digitais e da indústria de blockchain na Europa e na China, afirmando que a Lei é necessária para manter os EUA competitivos no mercado global.

Conforme informado em março, o número de lobistas trabalhando em prol da tecnologia blockchain em Washington DC triplicou em 2018, alcançando 33 projetos no quarto trimestre de 2018, em comparação com 12 no mesmo período de 2017. Jerry Brito, diretor executivo da organização sem fins lucrativos Coin Center, sugeriu que o crescimento é impulsionado pela necessidade de regulamentação dos valores mobiliários.