Analista diz que ICOs são uma 'grande bolha' e que sua recuperação do mercado é improvável

As ofertas de moeda inicial (ICO) são uma "grande bolha" e não devem mostrar recuperação em pouco tempo. A afirmação foi feita no Twitter pelo Diretor de Pesquisas do The Block, Larry Cermak, baseada na iniciativa Genesis do portal.

Cermak compartilhou um gráfico que mostra uma queda acentuada nos retornos de ICOs em dólar, com média atual de prejuízo de 87%. Segundo o pesquisador, a curva do gráfico é de "queda constante":

"O fracasso das ICOs pode facilmente ser explicada por incentivos mal alinhados entre fundadores e investidores. Diferente do mercado de capital de risco, os fundadores arrecadam investimento de investidores não-sofisticados (maioria deles no varejo), com um produto em estágio embrionário. Investidores de ICO não tem participação nos ativos dos projetos".

Segundo o analista, há grande discrepância nas estatísticas de ICOs, dependendo das fontes. A maior estimativa, da ICObench, diz que já houveram mais de 5.600 ICOs, arrecadando um total de US$ 64,5 bilhões. Os menores números dizem que pelo o menos US$ bilhões foram arrecadados.

Além disso, a maior disparada das ICOs foi justamente em dezembro de 2017, quando o Bitcoin chegou a sua máxima histórica, e desde então o mercado só declinou.

Nas ICOs com investimento em dólar dos EUA, 10,8 de todas as ofertas avaliadas registraram retorno positivo, contra os 87% de prejuízo. 11 projetos tiveram um retorno de lucro acima de 1.000%.

Houve também 30 ofertas iniciais de moeda (7,7%) com investimento em BTC. Mais de 74% tiveram perdas de cerca de 90%. A média de retorno de investimento das ICOs em Bitcoin é de -91%.

Finalmente, o analista revela as cinco moedas com maior retorno de investimento em ICOs até aqui: BNB (5.902%), IOTA (1.744%), Ethereum (1.339%), Lambda (962%) e ChainLink (668%).