Pesquisa: Bitcoin pode bater Visa e MasterCard como principal sistema de pagamento do mundo em dez anos

O Bitcoin (BTC) deve desbancar os sistemas de pagamento globais atuais dentro de uma década, conclui um novo relatório da startup de software DataLight de 2 de abril.

Em um relatório sobre transações na rede Bitcoin versus aquelas de Visa, MasterCard e PayPal, a empresa fez a previsão de que, se a atual taxa de crescimento da rede do Bitcoin continuar, ela superará a concorrência dos operadores de mercado.

“Em apenas 10 anos, o Bitcoin conseguiu competir com os líderes da indústria de sistemas de pagamento. O desenvolvimento do Bitcoin está ocorrendo exponencialmente", diz a conclusão do relatório. Ele continua:

“Mantendo esse ritmo, em mais 10 anos, ele ultrapassará toda a concorrência.”

A base para essa suposição está no número já muito maior de nós, taxas mais baixas e tamanho médio das transações, entre outros fatores técnicos.

O Bitcoin, por exemplo, tem cerca de 10 mil nós ativos, em comparação com os 119 centros de dados da Visa, 98 da MasterCard e 51 do PayPal.

Ao mesmo tempo, o Bitcoin tem menos usuários, em linha com seu período de dez anos no mercado; Visa e MasterCard debutaram nos anos 50 e 60, enquanto o PayPal surgiu em 1998.

Existem atualmente cerca de 25 milhões de carteiras Bitcoin, enquanto o número de cartões de crédito e débito Visa e MasterCard em circulação atingiu 5,3 bilhões, observa o relatório.

Para a DataLight, no entanto, esses são sinais de um trabalho em andamento. Num futuro próximo, os avanços tornarão o Bitcoin uma proposta atraente para os consumidores tradicionais, tirando-a de seu ambiente de nicho técnico, de acordo com o relatório.

Especificamente, enquanto a criptomoeda só consegue lidar com cerca de sete transações por segundo no momento, em comparação com as 65.000 da Visa, as soluções de dimensionamento — principalmente a Rede Lightning — têm tempo mais que suficiente para transformar a utilidade do Bitcoin, descreve a DataLight.

"No momento, o sistema de pagamento do Bitcoin é muito superior aos pagamentos internacionais convencionais e transferências eletrônicas", destaca o relatório. Acrescenta:

“É quase certo que a melhoria técnica da rede da Bitcoin fará dela o principal sistema de pagamento do mundo. É por isso que a tendência de queda de 2018 será outra queda antes do crescimento exponencial e de novas altas de todos os tempos”.

Como o Cointelegraph informou, no mês passado, outras fontes de pesquisa consideraram o prêmio de metade do prêmio de 2020 como um divisor de águas para o entusiasmo em torno do Bitcoin. Seu preço, eles argumentaram, poderia começar a reagir com um ano de antecedência, em junho deste ano.

O cronograma de dez anos, entretanto, ecoa palavras semelhantes do CEO do Twitter, Jack Dorsey, que reiterou sua convicção em fevereiro de que o Bitcoin se tornaria uma forma de moeda global da internet até 2028.