Relatório: de 460 milhões de endereços de Bitcoin, apenas 37% são "economicamente relevantes"

Apenas 37% dos endereços de Bitcoin (BTC) em sua rede são "economicamente relevantes", segundo um relatório divulgado pela firma de pesquisa Chainalysis em 19 de dezembro.

Até o momento, a blockchain do Bitcoin é formada por uma rede de 460 milhões de endereços, que podem enviar e receber a moeda, de acordo com a Chainalysis. Uma pessoa física ou jurídica pode ter qualquer número de endereços de Bitcoin.

Endereços economicamente relevantes são controlados por indivíduos ou serviços que possuam Bitcoin atualmente, e constituem apenas 37% - ou 172 milhões de endereços, - enquanto apenas 27 milhões deles realmente detêm a criptocorrência.

A Chainalysis identificou que, dos 37% dos endereços acima mencionados, 86% - ou 147 milhões - pertencem a um serviço nominado como uma exchange ou mercado da darknet. Como afirmado mais adiante, apenas 20% do valor da transação Bitcoin é uma transferência econômica. Os 80% restantes são supostamente "devolvidos como troco".

Como mostra o gráfico da Chainalysis, para o período entre agosto e outubro de 2018, cerca de US $ 41 bilhões em transações foram executados, enquanto apenas US $ 9 bilhões tiveram valor econômico real.

A Chainalysis também descobriu que, pouco antes do crash do mercado em novembro, a quantidade de Bitcoin que fluía para carteiras pessoais estava em alta, de acordo com a Bloomberg. Em 1º de novembro, o valor superou US $ 400 milhões, acima dos US $ 300 milhões em junho. Este foi, supostamente, um sinal de que as pessoas estavam estocando Bitcoin a preços mais baixos.

Em sua recente análise publicada em 17 de dezembro, a empresa de pesquisa Diar descobriu que os investidores institucionais mudaram para os mercados de Bitcoin físicos de balcão (OTC) de maior liquidez. Em 2018, a Coinbase, empresa de exchange cripto, teve um aumento de 20% no volume de negócios do BTC durante o mercado de balcão, enquanto a Bitcoin Investment Trust da Grayscale teve uma queda de 35% em comparação com o mesmo período de 2017.

Como a Cointelegraph relatou anteriormente, a maioria dos 25 principais pares de negociação Bitcoin listados no CoinMarketCap (CMC) são supostamente baseados em volumes falsos inflados “grosseiramente”. O Blockchain Transparency Institute (BTI) calculou o volume real desses pares, descobrindo que “mais de 80% do volume de pares BTC do top 25 do CMC é wash trade”.