Relatório: Investidores em ICOs alemãs tiveram perdas de até 90%

Investidores em ICOs alemãs perderam até 90% de seu capital, informou a Cointelegraph auf Deutsch na segunda-feira, 1º de outubro.

A revista de negócios alemã WirtschaftsWoche comparou os preços de emissão de tokens das ofertas iniciais de moeda (ICO) realizadas por startups alemãs com os preços do início de setembro de 2018. O relatório descobriu que, com até 90% de perda de valor, as moedas alemãs perderam ainda mais valor que moedas líderes, como Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH), que também caíram acentuadamente após recordes no final de 2017.

A WirtschaftsWoche descobriu que, até agora, apenas oito startups com sede na Alemanha concluíram uma ICO. Muitas outras ICOs alemãs foram realizadas por empresas legalmente independentes no exterior. A moeda do grupo financeiro Naga, listada na Bolsa de Valores de Frankfurt (Frankfurter Börse), foi comprada pela Naga Development Association Ltd. e emitida em Belize.

Entre os inúmeros emissores de tokens alemães, apenas a plataforma de financiamento Neufund e o aplicativo de compras Wysker conseguiram manter estável o valor de seus tokens. Cinco outros projetos, como as startups financeiras de Frankfurt, Savedroid e Iconiq Lab, perderam entre 40 e 92% em valor, respectivamente.

No verão passado, a associação da indústria de TI Bitkom informou que as startups de TI alemãs continuam a preferir uma oferta inicial pública (IPO) clássica a uma ICO para levantar capital. Em uma pesquisa com 302 startups de TI e internet, 22% dos entrevistados relataram que planejavam ir para a pública, enquanto apenas três por cento disseram que queriam levantar fundos com uma oferta de token.