Relatório: Criptomoedas mostram sinais de amadurecimento, mas risco permanece alto

O Bitcoin (BTC) apresentou volatilidade historicamente baixa este ano, argumenta o relatório SFOX de dezembro de 2019, divulgado em 8 de janeiro. Juntamente com uma correlação mais baixa com as altcoins, há sinais emergentes de que o mercado pode começar a se comportar de maneira mais previsível. No entanto, a classe de ativos de criptomoeda permanece desproporcionalmente arriscada em comparação com o mercado de ações.

Em seu relatório mensal no final de 2019, a empresa de análise SFOX analisou o desempenho anual do Bitcoin e outras criptomoedas.

Comparado aos ativos tradicionais, como ouro e ações, o Bitcoin manteve um índice de correlação notavelmente baixo nos últimos seis meses. Sua correlação média de 30 dias foi de -0,037 para o S&P 500 e 0,149 para ouro. Além disso, a correlação entre Bitcoin e altcoins caiu de 0,7 para 0,4.

Além disso, a volatilidade do Bitcoin caiu durante os estágios finais do ano. Embora ainda permaneçam bem acima dos valores correspondentes para ativos tradicionais, os mercados de criptomoedas registraram um nível relativamente baixo de volatilidade em relação a 2018. O BTC fechou 2019 com 32,05% de volatilidade histórica, que estava nos 10% inferiores da faixa de volatilidade do ano anterior.

Volatility of Leading Cryptoassets

Fonte: SFOX report

A combinação de baixa volatilidade e baixa correlação "fez do BTC uma ferramenta atraente para o gerenciamento de portfólio em 2019", concluiu a SFOX. No entanto, também destacou que o conjunto de dados não é grande o suficiente para fazer previsões significativas sobre a tendência em 2020. Os contratos de opções de Bitcoin, como os lançados recentemente pela Bakkt, implicam uma volatilidade de mais de 70% no segundo semestre deste ano.

Os criptoativos ainda são desproporcionalmente arriscados

O BTC apresentou retornos impressionantes de 93,8% em 2019, comparados com os 29% do S&P 500 e os 52,8% do ouro. Mas, embora a menor volatilidade possa apontar para um aumento gradual na maturidade do mercado, o risco ainda é grande demais em comparação com as recompensas.

O índice Sharpe, uma medida de recompensa de risco que compara os retornos de um ativo com sua volatilidade, foi significativamente mais alto para o S&P 500. O valor do índice para o BTC foi de 1,74 em 2019, enquanto o principal mercado acionário registrou 2,54. Isso significa que os mercados tradicionais, apesar de seus retornos significativamente mais baixos, foram estatisticamente um investimento mais lucrativo do que as criptomoedas.

Não se sabe se essas tendências persistirão em 2020. A SFOX identificou o próximo halving do Bitcoin e a introdução de contratos de opções como possíveis fatores positivos. Por outro lado, a recente proibição de conteúdo relacionado à criptomoedas no YouTube pode ser um sinal de pressão das empresas de tecnologia.