Relatório: Bill Miller Hedge Fund vê aumento de 46% graças ao Bitcoin e Amazon

O fundo de hedge do famoso investidor Bill Miller viu um crescimento de 46% no primeiro semestre de 2019, supostamente parte do investimento está em Bitcoin ( BTC ).

Citando um documento do investidor, a Bloomberg reporta em 26 de julho que a Miller alcançou resultados extraordinários ao investir em Bitcoin, entre outras ações de alto desempenho. Juntamente com o Bitcoin, outros investimentos no fundo da Miller incluem a Amazon, a empresa de sistemas de segurança ADT, bem como a Avon Products.

O investidor de 69 anos supostamente encontrou sucesso seguindo uma estratégia de investimento semelhante à usada durante sua gestão de três décadas na Legg Mason, que prevê investir em títulos negociados com grande desconto em relação ao seu valor intrínseco.

De acordo com a Bloomberg, o fundo de Miller tem US$ 126 milhões em ativos, enquanto Miller supervisiona totalmente US$ 2,3 bilhões em sua empresa sediada em Baltimore. Além disso, o desempenho mensal do fundo teve alguma volatilidade, tendo subido cerca de 39% em junho, após ter caído 29% no mês anterior.

Miller gosta de Bitcoin porque não se correlaciona com mercados tradicionais

No início deste ano, Miller afirmou que o Bitcoin pode potencialmente ter um alto valor ou não valer nada, considerando a maior criptomoeda um curioso experimento tecnológico. Na época, Miller disse que não é crente em Bitcoin, mas sim um observador, acrescentando que incluiu criptomoedas em seu portifólio porque não há uma correlação óbvia entre os mercados de criptoativos e o mercado de ações.

Ontem, o CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, previu que o interesse institucional levaria o preço do Bitcoin de volta aos seus US$ 20.000, antes do final de 2019.