Pesquisa: 47% das pessoas preferem investir em Bitcoin do que outras criptomoedas

Um relatório do site sobre investimentos e fundos de cobertora Value Walk publicaou um relatório sobre o sentimento global sobre as criptomoedas na consciência mainstream

Apesar de não fornecer informações mais aprofundadas sobre método de pesquisa e quantidade de pessoas ouvidas, o site retornou algumas informações interessantes sobre a noção do mercado cripto no mainstream. A primeira questão dos entrevistadores teria sido foi “qual é a sua moeda favorita?”. E a publicação registrou os seguintes resultados: Bitcoin 46,7%, Ether 31,4% e XRP 21%.

A segunda questão do estudo teria sido “qual é a sua exchange preferida de criptomoedas?”. Para esta questão, a Binance saiu como o vencedora com 71,3%, seguida da Coinbase (15,5%) e da Bittrex (13,2%). Sobre a preocupação geral sobre a continuação do mercado em baixa para 2019 e se a tendência de queda persistiria, 76% dos entrevistados disseram que pensam que o "inverno das criptomoedas" estaria no fim este ano.

Também relacionado ao sentimento geral do mercado de criptomoedas, a pesquisa perguntou sobre probabilidade de os investidores comprarem moedas “enquanto o mercado está em baixa”. Surpreendentemente, 80% dos entrevistados disseram que "é provável que eu compre uma criptomoeda", enquanto 20% dos entrevistados afirmaram que "é mais provável que eu espere o mercado se recuperar".

Os números sobre a quantia que os entrevistados estariam dispostos a investir foi de 25% para US$ 1.000, 52% entre US$ 1.000 e US$ 50.000, 13% para acima de US$ 50.000, enquanto 19% disseram que não comprariam um security token e 12% deram respostas alternativas.

Outro dado a ser ressaltado dava conta de quantas pessoas realmente usaram criptomoedas no seu dia a dia, o que sugeriria um aumento na taxa de adoção geral. 52% de todos os entrevistados afirmaram que usaram criptomoedas em 2018 para investir ou administrar seus negócios, comprar eletrônicos, software, hardware, pagar por viagens e entretenimento.

Conforme reportado pelo Cointelegraph, outra pequisa recente mostrou que metade dos millennials investidores confiavam mais em exchanges de criptomoedas do que em corretores de ações.