R3 faz parceria com empresa de tecnologia holandesa para fazer um piloto de IDs digitais baseadas em blockchain

O consórcio Blockchain R3 implementou um aplicativo de identificação digital desenvolvido pela empresa holandesa de segurança digital Gemalto na última versão da Plataforma Corda, de acordo com um anúncio publicado em 18 de setembro.

A Corda é uma plataforma de blockchain de código aberto desenvolvida para estabelecimentos financeiros pelo R3 em colaboração com mais de 200 dos seus parceiros. A plataforma é voltada para o trabalho dentro do setor financeiro para operar volumes transacionais massivos e restringir o acesso a dados de transação.

As partes esperam conduzir vários testes piloto do aplicativo - chamado Trust ID Network - que serão lançados no final deste ano.

De acordo com o anúncio, a Trust ID Network permite que os provedores de serviços digitais operem dados pessoais do usuário "totalmente verificados e protegidos", criando uma ID digital. Os consumidores podem se registrar em vários serviços bancários, de e-commerce e de governo eletrônico, evitando procedimentos repetidos de due diligence em cada caso.

A integração da Trust ID Network permitirá que os usuários controlem seus dados por meio de um aplicativo para dispositivos móveis apelidado de carteira de identidade, onde podem inserir, certificar e compartilhar suas informações pessoais com provedores de serviços específicos. Bertrand Knopf, vice-presidente executivo de serviços bancários e pagamentos da Gemalto, explicou:

“A Trust ID Network resolve as profundas fraquezas das tradicionais estruturas de identidade 'em silos': a experiência desajeitada do usuário, aumento de custos e dificuldades no cumprimento de regulamentações mais rigorosas ... As instituições financeiras estão em melhor posição para liderar essa revolução de identidade auto-soberana, mas será igualmente atraente para uma ampla gama de outros provedores de serviços".

Em julho, o R3 lançou uma “versão” de sua plataforma Corda blockchain destinada especificamente às empresas. A nova versão da plataforma está supostamente “otimizada para atender às demandas das empresas modernas” e inclui um “Blockchain Application Firewall” para permitir que a plataforma opere em data centers corporativos e ainda se comunique com os nós da Corda.