Consórcio R3 processa a plataforma Blockchain Ripple por cancelar contrato de bilhões de dólares

A R3, a start-up de serviços bancários e de instituições financeiras "inspirados em Blockchain", apresentou uma ação judicial contra a concorrente Ripple. O R3 sustenta que a Ripple Labs violou um contrato de compra prévio para tokens XRP entre as duas empresas.

De acordo com o processo, Ripple e R3 já haviam entrado em um acordo para a R3 poder comprar até 5 bilhões de tokens XRP a um preço de US$ 0,0085 cada. O acordo indicou que a compra poderia ser concluída no todo ou em parte até o final de 2019.

A ação judicial estipula que o CEO da Ripple, Garlinghouse, tentou cancelar o contrato de compra por meio de um e-mail para o CEO da R3, Rutter, em junho deste ano. O R3 sustenta que a Ripple não tinha o direito de cancelar o contrato unilateralmente.

O preço do Ripple subiu rapidamente nos últimos meses, chegando a cerca de US$ 0,22 cada no horário deste artigo. Isso faria que a opção de compra valesse mais de US$ 1 bilhão. O processo expressa o desejo da R3 de poder comprar os tokens no total ou em parte a qualquer momento até o final de 2019.

O R3 recentemente apareceu nas notícias quando, depois de gastar US$ 59 milhões na análise Blockchain, concluiu publicamente que eles não precisavam do Blockchain. Bancos como o JP Morgan Chase partiram do R3 para buscar opções Blockchain internas.