'Queima de XLM pela Stellar aumenta sua centralização', diz Charlie Lee

O criador do Litecoin (LTC), Charlie Lee, criticou a decisão da Stellar Development Foundation de queimar 50% do suprimento da criptomoeda XLM - ou 55 bilhões de tokens.

A opinião de Lee surge logo depois que a entidade que controla o desenvolvimento do XLM - a Stellar Development Foundation (SDF) - anunciar a destruição de metade do suprimento de XLM do mercado, o equivalente a quase US$ 5 bilhões.

Lee disse que as moedas XLM disponíveis no mercado agora estão mais concentradas na SDF, o que aumentaria a centralização do projeto.

A decisão foi controversa, e, embora tenha ajudado a XLM a aumentar seu preço em 20% em apenas algumas horas, sua reputação agora pode ser afetada pela falta de descentralização.

A Stellar Development Foundation (SDF) decidiu queimar 55 bilhões de tokens XLM com o objetivo principal de reestruturar sua estratégia de desenvolvimento e reduzir os giveaways e airdrops (doações).

Charlie Lee escreveu no Twitter que 50 bilhões de XLM queimados seriam distribuídos à comunidade. No entanto, a SDF queimou apenas 5 bilhões dos 17 bilhões de seus XLMs existentes.

Isso permitiu que a SDF aumentasse sua porcentagem do total de moedas disponíveis no mercado. A fundação possuia 16% do suprimento total de XLM antes da queima, agora o número subiu para 24%.

Ao mesmo tempo, Charlie Lee ficou surpreso com o fato de terem feito isso sem nenhuma discussão da comunidade sobre o assunto. Ele complementou:

"50B XLMs queimados deveriam ser distribuídos à comunidade. A Stellar Development Foundation queimou apenas 5B de seus próprios 17B XLMs. Isso significa que o SDF aumentou sua porcentagem do total de moedas de 16% (17/105) para 24% (12/50). E eles fizeram isso sem discussões na comunidade."

Um outro conhecido usuário de criptomoedas, "Whale Panda", explicou que essa decisão torna o XLM mais propenso a ser considerado uma security pela Securities and Exchange Commission (SEC) dos EUA e outras agências reguladoras do mundo. Ele afirmou:

"Gostaria de saber quanto tempo levará para eles perceberem que queimar 50% do suprimento realmente faz de você ainda mais uma segurança e aumenta as chances de ser excluído das trocas."

Após o anúncio oficial da queima da moeda, o preço da XLM passou de menos de US$ 0,07 para mais de US$ 0,0835 em cerca de três horas de negociação, um aumento de 20%. 

A Stellar não é o único projeto que está sendo acusado de centralização. Como mostrou o Cointelegraph, o desenvolvedor de Bitcoin Tuur Demeester acredita que a nova versão do Ethereum vai centralizar o projeto.