Coloque seu cérebro no Blockchain - Entrevista com Crystal Rose

Na BlockShow Asia 2017 a Cointelegraph teve a oportunidade de sentar-se com Crystal Rose, cofundadora e CEO da Sensay.

Uma codificadora desde que era muito jovem, Crystal tem muitas ideias sobre o mundo de Blockchain, inteligência artificial e um futuro descentralizado.

Como tudo começou

Cointelegraph: Como você começou sua jornada e como isso te guiou até se sentar conosco hoje?

Crystal Rose: Eu estou na tecnologia toda a minha vida, comecei a codificar quando eu tinha onze anos. Eu fui ensinada através de uma sala de chat da AOL, anonimamente, como codificar html para começar e aprendi mais idiomas de computador do que linguas humanas. Minha primeira empresa era uma agência digital e, a partir daí, eu aprendi que as redes sociais estavam chacolhando o mundo e iniciei uma plataforma de rede social e, desde então, transformei em tecnologias mais profundas; Aprendizado de máquina e A.I. com o principal objetivo de conectar todos os seres humanos do mundo juntos.

Construindo uma comunidade: aprendendo o básico

Hoje, mais do que nunca, torna-se mais fácil aproveitar a tecnologia e até mesmo criar negócios sobre ela, sem entender profundamente os protocolos subjacentes. Temos tantas empresas que criam infraestruturas que permitem que você se conecte facilmente. Certamente a Internet é uma ótima fonte para descobrir coisas e até mesmo tentar você mesmo. A codificação é realmente muito fácil, então, tentar usar algo de código aberto do GitHub e fazer algo por você mesmo, pela primeira vez, oferece uma grande compreensão. Uma das minhas coisas favoritas a fazer é que os designers realmente codifiquem seus projetos pela primeira vez através da codificação de front-end apenas para ver como o processo vai. Penso em termos de Blockchain, é importante conversar com as pessoas por trás disso. Muitos deles são muito acessíveis. Olhe para os grupos de Telegram ou qualquer outro grupo que esteja rolando, os fóruns e realmente se conecte diretamente às pessoas. Essa é a melhor maneira de aprender.

CT: Qual é a primeira coisa necessária para realmente aumentar essa comunidade em termos de consumidores?

CR: A adoção neste espaço, enquanto nos movemos muito rápido, ainda é muito lenta porque é muito difícil para os consumidores usarem. Estamos em algum lugar em torno de um por cento da população móvel total que atualmente está usando a moeda digital, pelo menos em usuários conhecidos. Isso é cerca de 50 milhões, no início deste ano eram cerca de cinco milhões. Estes são estudos feitos pelo MIT e Cambridge e ainda é extremamente difícil de quantificar. Eu acho que o espaço vai se mover incrivelmente rápido como já vimos até mesmo apenas neste ano. Ontem o Bitcoin atingiu mais de US $ 10.000 e acho que isso está nos mostrando que certamente temos tração e o sistema continuará avançando. Gostaria de ver mais pessoas o adotando mais rapidamente, para as aplicações do consumidor que estão por aí; eu acho que é importante que mais desenvolvedores subam a bordo com bots de construção. Na Sensay, temos uma API que abrimos, abrimos toda a nossa tecnologia subjacente. Estamos passando de uma empresa centralizada para uma empresa descentralizada que distribui toda a tecnologia que construímos nos últimos três anos porque queremos encorajar mais pessoas a desenvolverem sobre ela, então, se mais empresas puderem ser de fonte aberta, se mais desenvolvedores puderem vir a bordo e se mais consumidores puderem começar a usar as aplicações, vamos ver o mundo se transformar radicalmente de uma maneira muito positiva.

Isso é o seu cérebro no Blockchain

O cérebro humano é realmente apenas um computador. É um dispositivo de armazenamento de dados, é hardware, temos entradas e saídas e, eventualmente, veremos o cérebro como um nó em um sistema. Todo humano tem um banco de dados de informações sobre seus ombros que é como um armazém e, em breve, podemos nos conectar. Eu gosto de falar sobre The Brain on the Blockchain (O Cérebro no Blockchain, em tradução livre), porque acho que há coisas para as quais você quer um registro imutável e há coisas que você realmente quer ter como informação verdadeira que é validada. Eventualmente, como os nós em uma rede, como todos nós nos conectamos, teremos que ter um sistema em que possamos ter esse tipo de confiança. Então, para mim, essa é a minha paixão agora. Eu sempre quis conectar todos os humanos e ajudá-los a se tornarem melhores e a subir de nível e agora temos essa oportunidade de maneira muito maior com a combinação de A.I. e Blockchain.

O Clube do Livro Branco

Eu tenho um repositório de livros brancos. Eu vou te contar algo realmente geeky sobre mim. Eu sou parte do clube do livro branco. O clube do livro branco é como um clube de livros. Nós nos juntamos para o café e nós lemos os livros brancos, porque eu acho que é realmente importante que as pessoas estejam entendendo as ideias que estão por aí. Eu amo as grandes visões. Eu acho incrível que tenhamos muitos visionários enormes. Há muitas coisas teóricas, mas não esqueçamos os livros brancos que existiram há algum tempo. Então eu estava lendo um recentemente para um produto que eu realmente quero. Ele é de 2006 e alguém escreveu um livro branco sobre um aplicativo de calendário descentralizado e isso soa super linha-base. É um aplicativo realmente muito simples, provavelmente não é algo que as pessoas desejem executar com uma ICO, mas acho que a coisa é que não precisamos de um mundo de infraestrutura e protocolos. Eventualmente, a infraestrutura será construída. Eventualmente, as estradas estarão lá e, eventualmente, os edifícios estarão em cima disso, então, desenvolvedores que estão trabalhando em coisas que são aparentemente pequenas, as aplicações do futuro, por favor, tenham tudo descentralizado. Precisamos de calendários descentralizados e listas de tarefas. Precisamos de um melhor email. Acho que, se houver uma ICO que eu realmente quero ver e uma que eu colocaria minhas moedas por hoje, seria uma de um melhor sistema de comunicação por e-mail.


Siga-nos no Facebook