Porsche é a

A fabricante de automóveis Porsche está explorando aplicativos Blockchain em seus veículos em cooperação com a startup com sede em Berlim XAIN , segundo foi reportado ontem , 27 de Fevereiro, pela Cointelegraph auf Deutsch .

No seu comunicado de imprensa publicado em 22 de Fevereiro, a Porsche afirmou que a empresa é "a primeira fabricante de automóveis a implementar e testar com sucesso o Blockchain em um carro".

Os possíveis aplicativos para a gama de tecnologia Blockchain podem bloquear e abrir portas de carros através de um aplicativo, com a possibilidade de autorização de acesso temporário, para modelos de negócios novos e aprimorados através do registro de dados criptografados. A Porsche também afirmou que a tecnologia Blockchain poderia ser aplicada para melhorar ainda mais a segurança e as capacidades dos carros sem condutor.

O estrategista financeiro da Porsche, Oliver Döring, está convencido do enorme potencial das tecnologias baseadas em Blockchain:

"Nós podemos usar o Blockchain para transferir dados de forma mais rápida e segura, dando aos nossos clientes mais tranquilidade no futuro, quer eles estejam cobrando, estacionando ou precisando de um terceiro, como um agente de entrega de pacotes, acesso temporário ao veículo. Traduzimos a tecnologia inovadora em benefícios diretos para o cliente ", afirma Döring no comunicado de imprensa.

De acordo com a Porsche, os recursos do Blockchain poderiam acelerar o processo de abertura e bloqueio do carro com um aplicativo em 6 vezes. Isso é possível quando "o carro se torna parte do Blockchain, tornando possível uma conexão off-line direta, ou seja, sem desvio através de um servidor". As abordagens atuais ainda requerem uma conexão on-line e o alinhamento dos dados do carro armazenado no servidor equivalente.

Outras empresas da indústria automotiva também estão experimentando a aplicação da tecnologia Blockchain. Por exemplo, a distribuidora ZF, o banco UBS e o gigante do software IBM estão trabalhando no chamado " Car eWallet ", o que poderia permitir o acesso seguro às transações em estações de cobrança, em estacionamentos de vários andares e em praças de pedágio.