Poloniex 'adquire' a maior exchange descentralizada da rede Tron

A exchange de criptomoedas Poloniex agora controla a maior exchange descentralizada (DEX) na rede blockchain do Tron (TRX), informam relatórios oficiais.

Como confirmado pelo CEO da Tron, Justin Sun, em 29 de novembro, a Poloniex agora vai operar a TRX Market sob o novo nome de "Poloni DEX".

Poloniex 'adquire' exchange descentralizada

A mudança ocorre um mês após a própria Poloniex deixar a propriedade da Circle para formar uma nova exchange que tratava de problemas regulatórios nos Estados Unidos.

Segundo Sun, a Poloniex “adquiriu” a TRX Market, embora ainda não se saiba o que mudou de mãos e qual o valor financeiro gerado pelo negócio.

“Para manter o desenvolvimento da TRXMarket a longo prazo, a equipe aceitou uma oferta de aquisição da Poloniex e será rebatizada com o novo nome Poloni DEX, tornando-se uma exchange descentralizada sob os auspícios da Poloniex. O site oficial agora mudou para poloniex.org”, diz um post no blog da Poloniex publicado em 27 de novembro.

A TRX Market funciona como uma exchange sem custódia que não exige que os usuários armazenem fundos em uma carteira centralizada.

TRX ensaia uma reação

As palavras de Sun pareceram confundir os usuários de rede social. Mati Greenspan, analista de mercado sênior da plataforma de negociação eToro, questionou Sun sobre como uma entidade nocionalmente descentralizada poderia ser colocada sob o controle de outra entidade.

Enquanto isso, a Poloniex prometeu efeitos benéficos a longo prazo para o Tron como resultado da aquisição.

"Essa aquisição deve ser uma mudança muito significativa para o ecossistema TRON, sinalizando a confiança e o reconhecimento do setor de exchanges no TRON", afirma o post do blog.

Até o momento desta publicação, o par TRX/USD havia perdido seu modesto impulso após o anúncio, caindo cerca de 2% nas últimas 24 horas.

Como o Cointelegraph relatou, Sun figurou nas manchetes no início desta semana após prometer uma doação de US$ 1 milhão a um fundo projetado especificamente para combater a publicidade negativa dos negócios de criptomoedas.

A ideia partiu de Changpeng Zhao, CEO da exchange Binance, após uma bastante divulgada briga com a mídia local da indústria The Block.