Enquete: Um terço dos gerentes de logística alemães acham que a Blockchain vai melhorar as cadeias de suprimento

Mais de um terço dos gerentes de logística alemães acreditam que a tecnologia blockchain tem o potencial de melhorar significativamente a cooperação nas cadeias de fornecimento, de acordo com uma pesquisa da Hermes publicada em 12 de novembro.

A pesquisa entrevistou os participantes sobre quais tecnologias eles acreditavam serem importantes para melhorar a cooperação dentro da cadeia de suprimentos. 35 por cento dos entrevistados reconheceram a importância do blockchain, enquanto 33 por cento disseram que o big data é importante.

Os participantes também notaram a importância dos Sistemas Ciber-Físicos (56%), Sistemas de Planejamento de Recursos Empresariais (46%) e sistemas de monitoramento de sensores e aquisição de dados (44%).

Em empresas maiores - especificamente em empresas com mais de 250 funcionários - a estimativa é ainda maior, com metade de todos os gerentes observando o potencial da tecnologia blockchain no setor. A enquete especifica que as mudanças irão muito além do processo de digitalização "normal".

A pesquisa também mostra que três quartos das empresas alemãs acreditam que a cooperação será crucial para aumentar a eficiência da cadeia de fornecimento no futuro. Segundo o relatório, a tecnologia blockchain “é considerada de grande potencial neste contexto”.

Mais da metade dos entrevistados de empresas maiores acredita que a tecnologia blockchain é cada vez mais importante para melhorar a segurança dos dados no processo de colaboração. Um terço dos gerentes de logística de pequenas empresas espera que a tecnologia seja uma melhoria de segurança válida.

O conhecimento sobre a tecnologia blockchain é mais escasso em empresas menores. 42 por cento dos gerentes de empresas maiores pesquisaram a tecnologia, enquanto apenas 21 por cento de todos os entrevistados fizeram o mesmo.

O interesse em aplicar a tecnologia blockchain para o setor de logística está em ascensão. Recentemente, nove grandes operadoras de terminais e empresas de navegação assinaram um Memorandum of Understanding (MoU) para lançar uma plataforma aberta baseada em blockchain.