Originalmente, PayPal queria criar uma moeda global aos moldes da cripto, admite cofundador

O cofundador do PayPal, Luke Nosek, queria inicialmente criar um dinheiro digital que não sofresse interferência de bancos e governos, algo semelhante à cripto. O vídeo de seus comentários foi enviado para o serviço de streaming de cripto Bloxlive.Tv na quinta-feira, 31 de janeiro.

Na semana passada, durante um painel no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, Nosek foi perguntado se o PayPal ou o WeChat Pay, um sistema de pagamento no aplicativo (in-app) usado pelo principal mensageiro chinês, já resolveu vários dos problemas relacionados a transações on-line ou se as criptomoedas também poderiam resolver esses problemas.

Respondendo a essa pergunta, o cofundador do PayPal disse:

"Muita gente não sabe, mas a missão inicial do PayPal era criar uma moeda global que fosse independente da interferência desses cartéis corruptos de bancos e governos que estavam depreciando suas moedas."

A empresa conseguiu construir algo economicamente muito poderoso, continuou ele. No entanto, o PayPal nunca alcançou seu objetivo inicial e tornou-se muito centralizado, muito ligado às maiores instituições financeiras, como Visa, Mastercard e SWIFT, sublinhou Nosek.

O PayPal é obrigado a fazer o que for preciso para manter essas instituições felizes, disse Nosek. "Aprendemos a jogar", acrescentou ele.

Nosek, que também é membro do conselho da SpaceX e amigo de outro cofundador do PayPal, Elon Musk, lamenta que ele e Musk não tivessem tempo suficiente para desenvolver algo que estivesse mais próximo do conceito de criptomoeda descentralizada. Seu fracasso foi porque eles foram pressionados pelos investidores a lançar o produto o mais rápido possível, disse Nosek.

Finalmente, Nosek observou que ele é grato aos desenvolvedores de Bitcoin e Ethereum por terem criado seus próprios ecossistemas e não pressionarem sua adoção prematuramente, acrescentando que ele espera que eles nunca tenham a mesma pressão de investidores como o PayPal teve.

O PayPal, um sistema de pagamento cujo número ativo de usuários ultrapassou 254 milhões no terceiro trimestre de 2018, lançou recentemente um sistema de recompensas baseado em blockchain para seus funcionários. Os funcionários do PayPal recebem tokens para participar de programas relacionados à inovação e contribuir com ideias, e podem trocá-los por mais de cem “experiências” dentro da empresa.