Volume de comércio de criptomoeda P2P aumentou 2800% na África do Sul, diz Paxful

A plataforma de negociação de criptomoedas peer-to-peer (P2P) Paxful registrou 2.800% mais transações na África do Sul neste mês em comparação com outubro de 2018.

A demanda por cripto aumenta acentuadamente na África do Sul

A Paxful anunciou o crescimento de sua base de usuários sul-africanos em um post publicado em 28 de outubro. Na postagem, a empresa também observa que Joanesburgo, Pretória e Cidade do Cabo são as três cidades que apresentam o maior número de usuários.

A Paxful acrescenta que o número total de negociações no continente africano também aumentou 64% ao comparar o mês atual com outubro do ano passado. Além disso, a plataforma agora conta com 3 milhões de carteiras e processa mais de 50.000 negociações por dia em todo o mundo.

África do Sul é um hotspot para negociação de Bitcoin

Em janeiro, a Paxful também anunciou que o volume de transações processadas na África aumentou mais de 130% - registrando uma média de 17.351 negociações por dia à época.

Como o Cointelegraph ilustrou em uma análise dedicada publicada no mês passado, a África - principalmente a África do Sul - está pronta para ser o próximo grande mercado para as exchanges de criptomoedas.

Em junho, a popular plataforma de negociação de Bitcoin (BTC) P2P finlandesa LocalBitcoins silenciosamente removeu a negociação em dinheiro vivo pessoalmente de seus serviços devido à pressão regulatória. Enquanto isso, os volumes na plataforma diminuíram em benefício dos concorrentes Paxful e HodlHodl, que estão vendo um aumento na demanda por negociação em dinheiro.

No início deste mês, a importante exchange de criptomoedas Binance lançou suporte para negociação peer-to-peer de Bitcoin (BTC), Ether (ETH) e Tether (USDT) contra o yuan chinês (CNY).