Subsidiária blockchain da Overstock vai desenvolver sistema de registros de terra em Tulum, México

A subsidiária de registros de terras baseada em blockchain da gigante do varejo Overstock.com assinou um Memorando de Entendimento (MOU) no Mexico para desenvolver uma plataforma digital de registros de terras. A notícia foi revelada em um comunicado de imprensa publicado pela Nasdaq em 4 de fevereiro.

Nos termos do acordo, a Medici Land Governance (MLG) e o município de Tulum, em Quintana Roo, desenvolverão em conjunto uma plataforma digital para coletar dados de propriedades de imóveis, emitindo certificados de titularidade de terras e procedimentos relacionados. Em um estágio posterior, as partes pretendem desenvolver um método de proteger e armazenar automaticamente transações e atualizações de administração de terras.

Víctor Mas Tah, prefeito do município de Tulum, afirmou que o MOU "representa o início de uma nova etapa de ordenamento territorial para a [digitalização] da propriedade de terras e processos relacionados".

Em agosto, a MLG assinou um MOU (memorando de entendimento) semelhante com o governo da Zâmbia para trabalhar na revisão da propriedade da terra, permitindo que os proprietários rurais legitimassem suas propriedades e tivessem acesso a serviços financeiros. A publicação descreveu que “sem a propriedade formal, os indivíduos lutam para obter acesso ao crédito e aos serviços públicos, enquanto os governos são limitados em sua capacidade de arrecadar impostos, fazer valer os direitos de propriedade e planejar a expansão e inovação econômicas”.

A implantação de tecnologia blockchain no setor imobiliário e registro de terras foi adotada por outras jurisdições em todo o mundo. Em outubro, o governo do estado australiano de Nova Gales do Sul (NSW) anunciou que estava pronto para concluir uma prova de conceito para um sistema de registro de terras baseado em blockchain no verão de 2019.

Em junho, o Registro de Terras da Holanda revelou seus planos de testar a tecnologia blockchain para dados imobiliários nacionais para entender o que a tecnologia "relativamente nova" significa para a esfera da propriedade e espera que uma solução blockchain seja integrada em seu sistema em três anos.

Em novembro, líderes do setor, como Bitso, Volabit, BIVA, GBM, Capital Lvna, ConsenSys e Exponent Capital, estabeleceram a Blockchain Association of Mexico. O objetivo da organização é educar os cidadãos na implantação da tecnologia e em suas possíveis aplicações, bem como desenvolver padrões e práticas antes que a tecnologia se torne predominante.