'Ninguém está fazendo short de Bitcoin agora' explica CEO de empresa de investimentos com criptomoedas

O CEO da empresa de investimentos Genesis Capital, Michael Moro falou durante uma recente entrevista sobre o motivo de poucos investidores estarem apostando contra o Bitcoin em 2019.

Os contratos de derivativos de criptomoedas permitem que investidores apostem no preço futuro dos ativos digitais. Quando o negociador realiza uma operação de "short" ele está apostando na queda do preço ativo. Quando o negociador realiza uma operação de "long" ele está apostando na subida do preço do ativo.

Apesar de existirem investidores que estão realizando operações de "short" -  apostando contra o Bitcoin - Michael Moro acredita que o cenário do mercado do ativo digital está mudando.

Recentemente, com os novos instrumentos disponíveis, os fundos neutros em mercado tomam empréstimos para equilibrar a exposição entre posições de long e short. Mas, aparentemente, apostar na queda do preço do Bitcoin parece ser uma estratégia que não está mais sendo tão utilizada.

Moro explicou:

"Os caras que estavam vendendo Bitcoin em 2018 - hoje ninguém está fazendo short de Bitcoin. O Bitcoin quase se tornou o par de bases e faz o que faz. As pessoas não estão fazendo short de Bitcoin. No entanto, o que as pessoas farão, é realizar short de altcoins.”

Altcoins é o termo dado a todas criptomoedas do mercado que não são o Bitcoin. 

Segundo Moro, o mercado de criptomoedas copia o mercado de moedas tradicionais. Se, no mercado tradicional, o dólar é a moeda base internacional, nas criptomoedas o Bitcoin ocupa este lugar.

Ao mesmo tempo, se no mercado tradicional os investidores tendem a fazer short de outras moedas que não o dólar americano, no mercado de criptomoedas os investidores tendem a fazer short de altcoins.

O CEO indicou que as altcoins estão sendo colocadas em sua "hierarquia" por traders institucionais, que os reduzirão ao seu valor justo original. Porém, eles não venderão a principal criptomoeda para assumir suas posições de short em altcoins.

Moro complementou:

"Em relação ao desempenho do Bitcoin, eles farão short de Litecoin, ou XRP, ou Ethereum. Se o Bitcoin subiu 5% em um dia e o Litecoin sobe 10%, eles farão uma operação de short do Litecoin."

As opções de negociar derivativos de criptomoedas estão aumentando em 2019. O último grande lançamento foram os novos produtos da Binance. Conforme reportado pelo Cointelegraph, os novos contratos da exchange atingiram US$ 150 milhões em apenas 24 horas de funcionamento.