Nova plataforma P2P descentralizada irá facilitar a troca de cripto por dinheiro

No final de Janeiro de 2018, a Streamity, uma startup com sede em Singapura mas com "raízes russas", lançou seu aplicativo de troca de moedas digitais, a StreamDesk, que é capaz de negociar várias moedas de usuário para usuário sem intermediários. O projeto agora está trabalhando na criação de uma plataforma descentralizada, que eles afirmam que "revolucionará o mercado de câmbio de criptomoedas moderno".

Olhando para o mercado

Pelo menos uma única vez, cada proprietário de criptomoeda já enfrentou o mesmo problema: Onde eu troco meus criptos por dinheiro? Centenas de casas de câmbio on-line foram lançadas no último ano, mas não são fáceis de lidar. As comissões são absurdamente altas e as próprias plataformas não são estáveis, mesmo as maiores podem suspender o serviço abruptamente ou mesmo colapsar, como foi o caso do BTC-e  em Agosto de 2017, após as autoridades dos EUA pedirem a intervenção.

Além disso, atualmente é impossível enviar uma pequena quantidade de fundos através da maioria dos serviços existentes de troca de criptomoedas, pois introduziram montantes mínimos de transação. Na maioria dos casos, este valor mínimo por transação obstrui os usuários que querem usar os serviços para dar pequenas doações ou comprar ingressos de filmes ou jogos online.

A equipe da Streamity pretende eliminar os inconvenientes dos sistemas atuais de troca de criptomoedas existentes. Seu aplicativo StreamDesk permitirá que transações tão pequenas quanto $2 sejam enviadas através de seus servidores à quase taxa zero. A startup afirma que vai tornar o processo de troca de dinheiro/criptomoedas completamente independente e seguro graças ao uso da arquitetura de contratos inteligentes e da API de sistemas de pagamento.

Não há mais espera pelas transações

De acordo com o site da empresa, a StreamDesk foi projetada para evitar cenários em que a troca se tornou inativa por várias horas devido a um ataque bem-sucedido, que na maioria dos casos leva à perda do depósito do cliente. Para conseguir isso, a StreamDesk implantará o uso de contratos inteligentes, juntamente com numerosas verificações e algoritmos criptografados para garantir suas transações.

"Para usuários que vendem criptomoedas, um pedido de compra está disponível na fila. Desta forma, as transações P2P entre o vendedor e o comprador são fixadas, pois sempre haverá pedidos pendentes para comprar e vender simplesmente aguardando respostas de usuários que pretendem comprar ou vender ", disse o blog Streamity .

Isso torna a StreamDesk diferente da maioria das plataformas de troca existentes, onde o intervalo de tempo para comprar e vender pode ser irritantemente grande, às vezes excedendo 12 horas. Algumas plataformas existentes irão mesmo cancelar automaticamente a ordem de transação se uma pessoa não responder dentro de um determinado período de tempo.

Durante a sua pré-venda em Janeiro, a startup arrecadou $2,8 milhões. A Streamity planeja iniciar sua campanha oficial de financiamento coletivo em 12 de Março de 2018 e planeja terminar em 25 de março. O token STM será lançado na plataforma Ethereum usando o padrão ERC 20 e tem um hard cap de $20 milhões.

De acordo com o site da Streamity, os tokens STM não serão emitidos no futuro, o número de STMs será estritamente limitado a 180 milhões de tokens. O valor de cada unidade será de $0,2. Os tokens serão distribuídos proporcionalmente de acordo com o número de investimentos adquiridos durante a campanha da ICO, incluindo bônus e recompensas adicionais.

 

Aviso legal. A Cointelegraph não endossa nenhum conteúdo ou produto nesta página. Embora tenhamos o objetivo de lhe fornecer todas as informações importantes que possamos obter, os leitores devem fazer suas próprias pesquisas antes de tomar quaisquer ações relacionadas à empresa e assumir a total responsabilidade por suas decisões, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.