Novo chefe do Serviço de Supervisão Financeira sul-coreana,aponta

O recém-nomeado governador do Serviço de Supervisão Financeira (FSS) da Coréia do Sul disse que vê "alguns aspectos positivos" nas criptomoedas em uma coletiva de imprensa hoje, 6 de maio. O governador também disse que a FSS vai trabalhar "questões" regulatórias de criptomoedas em colaboração com outros reguladores, segundo reportagem do jornal The Korea Times .

Yoon Suk-heun, que começará oficialmente a trabalhar em 8 de maio, disse que uma melhor regulação sobre cripto“produziria” o tipo de sistema financeiro seguro que torna os produtos relacionados a criptomoedas mais acessíveis.

Depois que a Coréia do Sul proibiu o comércio anônimo nas trocas de cripto tokens domésticas em dezembro deste ano, rumores circularam que uma proibição total de criptomoedas no país era iminente, o ministro das Finanças da Coréia do Sul .negou isso em Janeiro.

Yoon não respondeu a uma pergunta sobre como o FSS lidará com as trocas de criptomoedas no país, ao invés disso, ele respondeu que “há muitos problemas que precisam ser abordados e revisados. Nós podemos resolve-los, mas será gradualmente ”.

Depois que a proibição comercial anônima foi introduzida - o que também proibiu estrangeiros não residentes e cidadãos sul-coreanos menores de 18 anos - as “transações diárias de criptomoedas despencaram para cerca de 400 bilhões de won de 4 trilhões de won antes dos reguladores financeiros implementarem o novo regulamento " disse o vice-presidente da casa de câmbio Bithumb da Coréia do Sul, Lee Jeong-ah, ao The Korean Times.

Um porta-voz da casa de câmbio cripto sul-coreana UpBit disse ao The Korean Times que eles "não se opõem as regulamentações", continuando:

“Mas você não pode matar completamente os mercados simplesmente impondo regulamentações. O que o novo diretor da FSS deve pensar é como os reguladores devem providenciar soluções para ajudar as criptos e a tecnologia blockchain a melhorarem. ”

Em março deste ano, funcionários do governo sul-coreano foram banidos da venda e posse de criptomoedas. Mais recentemente, em um dos primeiros movimentos mais amigáveis em direção à esfera cripto, um grupo de legisladores sul-coreanos apresentou um projeto de lei para tornar o lançamento nacional de Initial Coin Offerings (ICO) legal , embora supervisionado estritamente pelo Ministério da Ciência e ICT e da Comissão de Serviços Financeiros (FSC), que dirige o FSS.