Coréia do Sul reduz custos em mais de 90% usando blockchain

O governo sul-coreano está planejando estabelecer uma base de comércio digital para reduzir os custos do comércio usando a tecnologia blockchain.

Reduza os custos comerciais em mais de 90%

Em 14 de outubro, o ministro das finanças da Coréia do Sul, Hong Nam-ki, apresentou o plano de desenvolvimento do país para o comércio digital. Segundo o plano, tecnologias como blockchain, big data e IA, serão aplicadas para digitalizar todo o ecossistema de finanças comerciais da Coréia até 2021. O ministro das Finanças, Hong Nam-ki, teria dito:

"Vamos construir uma plataforma de negociação digital que possa ser usada de maneira fácil e conveniente em todas as etapas da exportação, como contratos, alfândega e logística".

O governo coreano também estabeleceu uma fundação de comércio digital, com o objetivo de promover as exportações do comércio eletrônico e reduzir em mais de 90% o tempo e os custos relacionados ao financiamento do comércio.

O vice-ministro de Comércio e Indústria, Chung Seung-il, acrescentou que essas iniciativas estão focadas na liderança da Coréia do Sul no mercado global de comércio digital e na atualização da base coreana de suporte à exportação on-line, acrescentando:

"Tornaremos o comércio mais conveniente, integrando e fornecendo informações comerciais e serviços de apoio à exportação do governo e organizações comerciais".

Operadora de celular sul-coreana na blockchain

O Cointelegraph informou em 11 de setembro que a Union Mobile, a quarta maior operadora de celular da Coréia do Sul, anunciou o lançamento de seu projeto de blockchain, chamado ELYNET. O projeto visa usar a tecnologia blockchain para tornar as telecomunicações mais eficientes para os usuários que dependem de uma única operadora para serviços de telecomunicações e permitir que esses clientes usem serviços de comunicação de dados sem taxas e contratos de roaming.