Reguladores de Nevada dizem que caixas eletrônicos Bitcoin precisarão de licença para operar no estado

Os caixas eletrônicos de Bitcoin (BTC) e criptomoeda precisam de um esquema de licenciamento, anunciaram oficialmente as autoridades do estado de Nevada.

Operadores de caixas eletrônicos Bitcoin devem entrar em contato com as autoridades

Em comunicado divulgado pela mídia local Nevada Current em 28 de agosto, o regulador financeiro do estado, a Divisão de Instituições Financeiras do Departamento de Negócios e Indústria (NFID), disse que as operadoras de caixas eletrônicos devem estar em conformidade com as regras existentes.

“Qualquer entidade que facilite a transmissão ou mantenha moeda fiduciária ou digital em agência física, quiosque, celular, internet ou qualquer outro meio deve entrar em contato com a NFID para solicitar uma determinação de licenciamento”, diz o documento.

A declaração faz referência a uma sessão legislativa no início de 2019, durante a qual os parlamentares não aprovaram a S.B. 195, uma emenda às regras de licenciamento que afetariam os proprietários de caixas eletrônicos. Também são mencionadas várias leis referentes à transmissão de dinheiro - capítulos 671 e 679 da NRS.

"Com o tempo, a NFID monitorou o crescimento e a expansão dos setores de blockchain, Bitcoin e moeda virtual", resume o comunicado.

Ele prossegue:

“Recentemente, várias empresas e pessoas interessadas entraram em contato com a NFID para determinar se era necessária uma licença para operar no estado de Nevada. Com base no modelo de negócios apresentado, pode ter sido necessária uma licença para transmissão de dinheiro nos termos do Capítulo 671 da NRS”.

Setor de caixas eletrônicos Bitcoin continua em expansão

De acordo com o recurso de monitoramento CoinATMRadar, Nevada atualmente possui 110 caixas eletrônicos Bitcoin. Os Estados Unidos têm mais máquinas do que qualquer outro país, respondendo por quase 3.500 do total global de 5.500.

O setor continua a ter um crescimento considerável, apesar de as solicitações por caixas eletrônicos serem baixas devido ao aumento das taxas associadas a seu uso em comparação às alternativas on-line.

Em junho, o prefeito da cidade canadense de Vancouver sugeriu que os caixas eletrônicos fossem proibidos por causa de preocupações com lavagem de dinheiro.