Jogador do Brooklin Nets deve lançar títulos tokenizados em 13 de janeiro

Spencer Dinwiddie, do Brooklyn Nets da NBA, lançará sua oferta de títulos tokenizados em 13 de janeiro, em colaboração com a empresa de valores mobiliários digitais Securitize, depois de supostamente ter firmado contrato com a NBA.

"O título Spencer Dinwiddie será lançado em 13 de janeiro", disse Dinwiddie em 10 de janeiro em um tweet, adicionando: "Também levarei 8 fãs para o ASW comigo".

A Securitize também mostrou seu apoio à Dinwiddie, com um tweet de seu CEO em primeiro de janeiro.

Carlos Domingo tuitou:

“Na @securitize estamos extremamente empolgados e orgulhosos de sermos agentes de transferência digital e parceiro de tecnologia de @SDinwiddie_25 e da @DreamFanShares parao primeiro token de título de investimento de atletas profissionais do mundo. Inovação exige coragem, parabéns."

Meses de desenvolvimento

Dinwiddie anunciou pela primeira vez o lançamento de sua nova plataforma de investimentos, DREAM Fan Shares, em 26 de setembro de 2019, de acordo com um comunicado da empresa.

“O DREAM Fan Shares será um portal para torcedores e fãs que desejam investir no potencial sucesso de atletas e estrelas”, explicou o comunicado, que inclui o lançamento de diferentes Tokens de Investimento para Atletas Profissionais (PAInTs).

Dinwiddie desenvolveu seu token, SD8, através de sua empresa, SD8 LLC.

Basicamente, Dinwiddie planejava vender seus tokens de títulos SD8 em sua plataforma DREAM em troca de milhões de dólares em seu contrato, no valor de US$ 34 milhões no total, detalhou o colaborador da Forbes Shlomo Sprung em um artigo de outubro de 2019

Restrições da NBA

A NBA, no entanto, expressou preocupações notáveis com os planos de Dinwiddie, que incluem uma "opção de jogador", levando a dividendos para investidores com base em circunstâncias específicas, disse Sprung em artigo de 10 de janeiro. A NBA observou que a carreira do jogador do Nets pode estar em risco se ele seguir com seus planos, disse Dinwiddie à Sprung.

Dinwiddie conseguiu chegar a um acordo com a NBA, removendo a opção de jogador e finalizando o lançamento em 13 de janeiro após meses de atraso, escreveu Sprung, acrescentando:

"Dinwiddie vai vender seus tokens SD8, garantidos por valores mobiliários, que não podem ser negociados por um ano, por US  150.000 cada para investidores credenciados verificados de acordo com o Regulamento D da SEC, regra 506 (c)"

Simplificando, esse formato permite aos jogadores da NBA mais flexibilidade para investir, aproveitando o custo de oportunidade mantido em seus contratos, explicou o artigo.

Dinwiddie também está disputando um lugar no jogo de estrelas da NBA, com a seleção de jogadores parcialmente baseada na votação dos fãs.

Embora o tweet de Dinwiddie mostre que ele ainda está avançando com o lançamento de títulos, a resposta da NBA revela que a liga ainda está investigando como a operação tokenizada se aplica às diretrizes da liga.

A NBA disse ao Sprung em 9 de janeiro:

"Os consultores de Spencer Dinwiddie nos forneceram hoje novas informações sobre uma versão modificada de sua ideia de token digital, que estamos analisando para determinar se a idéia atualizada é permitida pelas regras da liga".

De acordo com o artigo da Forbes, no entanto, o contrato de Dinwiddie com a liga não está em risco, com base nos comentários do jogador da NBA.

O Cointelegraph procurou a NBA para esclarecimentos, mas não recebeu comentários até o momento. Este artigo será atualizado de acordo com o recebimento de uma resposta.

O Cointelegraph cobriu o anúncio de Dinwiddie no outono passado, bem como a reação da NBA que se seguiu.