Neo anuncia novo mecanismo de consenso que já vem sendo usado no Mainnet

A plataforma blockchain baseada na China Neo implementou, em sua mainnet, uma nova alteração em seu algoritmo de consenso, o mecanismo de tolerância a falhas bizantinas (Delegated Bizantium Fault Tolerance - dBFT 2.0), de acordo com um comunicado de imprensa publicado em 4 de junho.

O novo algoritmo supostamente fornece finalidade de transação imediata. O dBFT 2.0 inclui um novo procedimento para reintegrar de volta a rede os nós com determinadas falhas e também adiciona uma “fase de consolidação” de consenso que alivia os problemas de forks incluindo uma etapa que força a atribuição de nós a novos blocos.

O mecanismo de consenso dBFT supostamente difere dos mecanismos atuais usados nas principais blockchains atuais como Bitcoin e Ethereum por causa dessa fase de commit. No caso do Bitcoin, o mecanismo de consenso é um protocolo de proof-of-work ( PoW ) que permite que os mineradores de BTC compitam pelo próximo bloco, o que significa que há forks concorrentes na blockchain.

A Ethereum, por outro lado, usa um mecanismo PoW para criar e validar novos blocos, o que, segundo Neo, pode resultar em forks e possíveis reversões de transações.

O fundador da Neo e criador do primeiro protocolo dBFT, Erik Zhang, comentou que os novos padrões estabelecidos pela criptomoeda se traduzem em benefícios para o usuário:

“Com esta melhoria, o dBFT terá finalização mais rigorosa. Os usuários só precisam esperar por uma confirmação (15 segundos) para garantir a irreversibilidade das transações e evitar o gasto duplo. Isso é muito adequado para aplicações financeiras. ”

O DBFT 2.0 é supostamente um passo fundamental na criação da próxima implementação na blockchain da Neo, o Neo 3.0. Como previamente relatado na Cointelegraph, a Neo anunciou em maio que planejava atualizar sua MainNet para v2.10.2 em junho. Zhang também comentou sobre seus planos para integrar aplicações de entretenimento gigantes noNeo 3.0, dizendo:

“Quando falamos sobre o Neo 3.0 estar pronto para uso comercial em grande escala, queremos dizer que ele oferece a possibilidade de rodar aplicativos de larga escala com a tecnologia blockchain. No futuro, gostaríamos de ver aplicativos como o YouTube , Alipay e gigantes de jogos como Tencent e Blizzard rodando em blockchain, e o Neo 3.0 permitirá que essas grandes organizações façam isso. ”