Atualização do Julgamento da Mt. Gox: Karpeles Admite a Existência de ‘Willy Bot’

O Antigo CEO da Mt. Gox, Mark Karpeles, admitiu operar um tão dito "Willy Bot" (troca de obrigações) perante dos promotores no Japão.

À medida que o julgamento de Karpeles continua no Tribunal Distrital de Tóquio, a cobertura ao vivo está disponível on-line graças a Kolin Burges, um credor da Mt. Gox e criador do website de ação mtgoxprotest.com.

Em uma série de tweets hoje, Burges disse que, apesar da "segurança super apertada" e um "tribunal pequeno", ele conseguiu um lugar no interior, embora sem o seu intérprete.

Kolin Burges diz: Julgamento Karpeles em curso! Segurança super apertada e tribunal pequeno. Poucas pessoas entraram. Graças à ajuda inesperada, entrei, mas não o meu intérprete pic.twitter.com/QzmnySjSBA

Durante os procedimentos do dia, que abrangeu uma sessão de manhã e uma à tarde, Karpeles afirmou que executar o Willy Bot era "pelo bem da empresa, de modo que não é ilegal", relata Burges.

Kolin Burges diz: Karpeles admitiu operar o Willy Bot, agora chamado de "troca de obrigações", mas diz que foi bom para a empresa, de modo que não é ilegal #KarpelesTrial

O bot ganhou seu nome dos comerciantes da Mt. Gox que estavam preocupados com o fato de que os volumes da casa de câmbio em seu pico eram o resultado de operações de bot fraudulentas.

Uma peça de pesquisa dedicada denominada 'Willy Report' ainda está disponível, tendo aparecido como uma tentativa de descobrir o que estava acontecendo dentro da casa de câmbio enquanto ela ainda estava operacional.

A equipe de defesa de Karpeles também afirmou que houve hacks anteriores ao colapso da troca.

Burges também anunciou que o projeto credor tinha o apoio de "10 escritórios de advocacia japoneses" e que seu site deveria ser traduzido para o japonês para ajudar seu perfil público.