Hora da verdade para a EOS: o que vem na sequência do lançamento da v1.0 da EOSIO de US $ 4 bilhões

Depois de uma oferta inicial de moedas (ICO) de um ano, que arrecadou o valor recorde de US $ 4 bilhões, a EOSIO da Block.one foi oficialmente lançada.

O projeto é grandemente esperado e o lançamento de junho é o mais próximo de uma hora de verdade que você terá no mundo da tecnologia blockchain e criptomoedas.

Os desenvolvedores agora podem construir ativamente aplicativos baseados em blockchain na plataforma – que está sendo voltada para empresas e aplicações comerciais de larga escala.

No entanto, o lançamento da v1.0 pode ser um momento decisivo para o projeto, que promete em seu livro branco técnico ser capaz de processar milhões de transações por segundo e eliminar as taxas de usuário.

EOS – Uma breve história da Block.one

O EOS é um sistema operacional baseado em blockchain descentralizado que foi apresentado ao mundo em 2017. Seus desenvolvedores, a Block.one, liderados pelo CEO Brendan Blumer e pelo diretor técnico Dan Larimer, revelaram o EOS na Consensus 2017. 12 meses depois, o projeto arrecadou US $ 4 bilhões.

O sistema operacional EOS promete permitir que os desenvolvedores criem aplicativos descentralizados - semelhantes ao Ethereum - que podem ser comercialmente escaláveis. O software inclui “contas, autenticação, bancos de dados, comunicação assíncrona e o agendamento de aplicativos em muitos núcleos de CPU ou clusters”, de acordo com o livro branco.

A venda do token EOS começou em junho de 2017 como um token ERC-20 baseado em Ethereum - mas a partir de 2 de junho de 2018, os detentores do token EOS que se registraram no token swap obrigatório teriam esses tokens ERC-20 convertidos em tokens EOS na plataforma EOSIO.

Os detentores desses tokens EOS nativos serão responsáveis pelo gerenciamento do ecossistema, votando em produtores de bloco que mineram blocos e mantêm a rede.

Enquanto isso, os usuários de aplicativos descentralizados baseados em EOS terão acesso a uma certa quantidade de recursos diretamente proporcional à quantidade de tokens EOS postos em um aplicativo.

A EOSIO é mantida por um sistema de Prova de Participação Delegado (DPoS), originalmente criado pela Larimer e ainda usado pela Steemit - a plataforma de blogs que ele criou em 2016. Larimer explica os detalhes mais refinados da DPoS no que ele apelidou de "livro branco perdido" da plataforma.

Indo no popular, um sistema de DPoS procura responder a algumas deficiências dos mecanismos de consenso de Provas de Trabalho e Prova de Participação.

O sistema EOS DPoS permite que os usuários votem em produtores de blocos - que são tokens premiados para validar transações e manter o blockchain. Esses produtores de blocos são constantemente avaliados pela comunidade e serão "demitidos" se tiverem desempenho baixo - ou seja, falharem na validação de transações e criação de blocos.

De acordo com o Ledger Intel Dossier sobre o EOS, a DPoS da Steemit atualmente lida com milhares de transações por segundo - o que é um bom presságio para a EOSIO.

É por isso que o lançamento da EOSIO é um momento decisivo - a comunidade de criptomoeda finalmente tem a chance de usar uma plataforma onde pode lidar potencialmente com milhões de transações por segundo.

Agora que a ICO acabou e a EOSIO foi lançada, há uma série de coisas a serem consideradas nas próximas semanas e meses.

Swap de token

Em primeiro lugar, os usuários que participaram da venda de token EOS baseada em Ethereum precisam participar de um swap (troca) de token.

A conversão de seus tokens ERC-20 para os tokens EOS.IO exigia que os usuários se registrassem antes de 2 de junho. Se eles não conseguissem, seus tokens EOS ERC-20 não seriam atribuídos à rede principal EOS.

Isso significa essencialmente que qualquer usuário que não tenha se registrado para o swap de tokens verá seus tokens EOS do ERC-20 se tornarem intransferíveis - tornando-os inúteis.

Além disso, o swap de token é considerado um componente crítico do ecossistema EOS. A participação da comunidade é crucial para o sistema DPoS funcionar e garantir a votação dos criadores de blocos e sua avaliação constante.

Do beta ao lançamento

Como muitos projetos blockchain, as promessas de um livro branco pintam um quadro bonito, mas o produto acabado é o que importa.

Durante o ano, a ICO forneceu uma quantia enorme de fundos para o projeto e várias versões beta da EOSIO foram lançadas durante esse período, sob o nome de projeto "Dawn". A última versão beta, a v4.0, foi lançada em maio de 2018.

De acordo com a página da EOS n Github, existem 620 questões ainda em aberto no projeto, enquanto mais de 1400 foram resolvidas durante a fase de desenvolvimento.

No entanto, a EOSIO v1.0 está oficialmente lançada e com certeza haverá bastante feedback, uma vez que os desenvolvedores começarão a usar a plataforma. Com isso dito, vários projetos já estão sendo trabalhados.

De acordo com o EOSindex, que monitora esse número de aplicativos descentralizados blockchain baseados em EOS, existem mais de 140 projetos sendo ativamente desenvolvidos. Um dos mais conhecidos é o Everipedia - uma enciclopédia on-line baseada no blockchain EOS que premiará os criadores de conteúdo com tokens nativos.

O projeto Everipedia atraiu o cofundador da Wikipédia, Larry Sanger, em 2017, que se juntou à equipe como seu diretor de informações. Sanger fez o movimento para combater o controle e centralização da informação, que ele acredita que a Wikipedia se tornou:

"O maior problema com a informação on-line hoje é que ela é centralizada e controlada por um número muito pequeno de participantes, que se beneficia de ter as informações mais lascivas e cheias de hype. Podemos fazer muito melhor".

Deve ser mencionado que a Everipedia está planejando um airdrop de seu token para qualquer detentor de EOS, conforme relatado pela Fortune.

US $50 milhões arrecadados parafinanciar desenvolvimento de ecosistema

Embora o projeto tenha arrecadado mais de US $ 4 bilhões durante a venda de tokens de longo prazo, a Block.one também conseguiu garantir US $50 milhões para o financiamento da empresa de investimento blockchain SVK Crypto.

A empresa de investimento sediada em Londres investirá em empresas que desenvolvam aplicativos descentralizados na EOSIO - com um foco particular em mídia social, propriedade de dados, plataformas de tecnologia e logística.

O emrpesa de capital de risco EOC da Block.one é um programa de financiamento que visa fornecer aos desenvolvedores e empresas financiamento para projetos usando a EOSIO. O programa prometeu arrecadar mais de US $ 1 bilhão para financiar projetos na EOSIO no futuro.

Isso inclui o EOSIO Ecosystem Fund, de US $ 325 milhões com a Galaxy Digital LP de Mike Novogratz.

O novo rival do Ethereum?

A EOSIO será observada de perto nos próximos meses, uma vez que fornece uma nova plataforma blockchain para o desenvolvimento de DApps - o que leva a uma concorrência direta com a Ethereum.

Se o swap do token EOS ocorrer conforme o planejado, o ecossistema EOSIO deverá começar a funcionar conforme planejado. Isso pode sinalizar a chegada da próxima plataforma DApp de grande contratos inteligentes.

O fundador da Ethereum, Vitalik Buterin, e o diretor de tecnologia da EOS, Dan Larimer, tiveram alguns debates filosóficos tanto no Steemit quanto no Reddit sobre os prós e contras da Prova de Participação versus a Prova de Participação Delegada.

Em um tópico do Reddit, Buterin explicou suas dúvidas sobre o protocolo DPoS de Larimer, destacando as preocupações da participação dos eleitores e a mecânica do sistema sem taxas.

Buterin acredita que a baixa participação dos eleitores, a troca de votos em nome de detentores de moeda e uma discrepância entre os detentores de moedas e os interesses dos usuários podem ser grandes obstáculos:

“Para tentar garantir a descentralização, a DPOS permite que todos os detentores de moeda votem em quem são os nós que administram a cadeia de consórcio. Isso, juntamente com a falta de incentivos econômicos dentro do protocolo para que esses nós mestres se comportem corretamente e a falta de capacidade de validação do lado do cliente, significa que há uma dependência extrema do mecanismo de votação”.

Além disso, Buterin acredita que o sistema de votação está aberto à manipulação:

“Há também uma outra preocupação substancial com o voto: para ganhar votos, qualquer delegado precisaria ter uma identidade pública visível; delegação anônima seria muito difícil de sustentar no longo prazo. Isso torna todo o sistema substancialmente mais vulnerável a ataques políticos”.

Larimer criticou no Steemit, contrariando as alegações de Buterin, ao mesmo tempo em que fornece o que descreve como pontos que desmistificam o algoritmo Prova de Participação proposto pelo Ethereum, o Casper. Larimer acredita que o Casper PoS “encoraja o conluio e a cooperação, e não a competição”.

O CTO da EOS também abordou a crítica de Buterin à baixa participação dos eleitores e ao potencial de conluio dos eleitores para que um invasor adquirisse participação.

“A baixa participação dos eleitores foi abordada nos últimos três anos por meio de uma combinação de proxies votantes, interfaces de usuário mais fáceis e uma redução no número de coisas para as quais as pessoas têm que votar.

“Além disso, não-eleitores não tornam as coisas menos seguras. Eles mantêm os tokens fora do mercado, o que torna ainda mais caro para um invasor adquirir participação. As grandes partes interessadas têm um enorme incentivo para votar para proteger sua riqueza e um invasor teria que adquirir mais participação do que as maiores baleias do sistema”.

Larimer também está defende o sistema sem taxa da EOS, que exige que os DApps cubram os custos da rede:

“Por último, a EOS é projetada em torno da ideia de que os provedores de serviços (desenvolvedores de DApp) devem cobrir os custos de rede, não os usuários. Um bom aplicativo precisa de uma estratégia de monetização totalmente independente da operação da rede.

"A existência da Steem é toda a prova que precisamos para demonstrar o valor das transações "gratuitas" e como resolvemos os problemas com os usuários que precisam de participação".

Embora a sua rivalidade no estilo acadêmico tenha sido interessante, ela mostra as grandes diferenças entre a tecnologia que sustenta as duas plataformas contrastantes.

No entanto, com uma enorme quantidade de capital arrecadado, a Block.one deve ser capaz de garantir a melhoria contínua da EOSIO nos próximos anos. Se se tornará um rival para a Ethereum ou não, só o tempo dirá.

Como foi o caso da Ethereum, o desenvolvimento de aplicações populares descentralizadas, sem dúvida, provará a utilidade da EOSIO e impulsionará sua adoção no futuro.

Uma coisa de cada vez - um swap de token bem-sucedido é necessário para garantir que os tokens EOSIO sejam registrados na EOSIO para que os eleitores possam participar ativamente na seleção de produtores de bloco que validarão transações e manterão o ecossistema.