Mineração com energia humana - Isso é mesmo possível?

É mesmo possível aproveitar a energia do corpo humano para alimentar as plataformas de mineração de criptomoeda?

Uma empresa de tecnologia com sede nos Países Baixos, a Speculative.Capital, foi pioneira em um projeto que explora a possibilidade de aproveitar energia de seres humanos ociosos.

Para tanto, a empresa criou trajes corporais que transformam o calor do corpo em eletricidade de seres humanos para alimentar computadores que mineram criptomoedas.

De acordo com seu site, 37 pessoas participaram do projeto. O conceito é bastante simples, um indivíduo se deita por algumas horas enquanto o traje aproveita a energia do calor do corpo.

A tecnologia é bastante engenhosa, uma vez que os pequenos geradores termoelétricos recolhem o diferencial de temperatura entre a temperatura corporal do sujeito e a temperatura ambiente da sala. A eletricidade gerada é usada para alimentar as plataformas de mineração, que mineram criptomoedas criadas recentemente que têm um potencial aumento de valor no futuro.

No total, os indivíduos forneceram energia suficiente para que os computadores minerassem por 212 horas, um pouco mais de oito dias, e eles afirmam ter minerado 16 594 moedas durante esse período.

As criptomoedas escolhidas foram Vertcoin, StartCOIN, Dash, Lisk, Litecoin e Ethereum. Vertcoin e StartCOIN representaram a maioria das moedas extraídas, enquanto os pesos pesados comparativos Litecoin e Ethereum foram as moedas menos mineradas - dada a dificuldade agora aumentada para minerá-las.

Durante esse período de 212 horas, os 37 indivíduos produziram 127 210 miliwatts de potência.

Vamos fazer algumas considerações

Se você tiver uma placa de vídeo Nvidia 1060 de seis GB em seu computador, você pode esperar ter um hashrate de 19 MH/s a 80 watts enquanto minera Ethereum - tendo como base os dados da 1stminingrig.com.

Seguindo com os cálculos atuais do CryptoCompare’s - você só poderá minerar 0,002487 de Ethereum por dia e está usando todos os 127 210 miliwatts, o que equivale a 127 watts, da energia aproveitada pelos trajes.

Embora a ideia seja admirável, peculiar e emocionante, parece ser muito esforço para recompensas tão pequenas.

Todavia, projetos como esses alargam as fronteiras da tecnologia e expandem os limites do que o corpo humano é capaz de fazer, e como vemos e exploramos a forma como aproveitaremos e produziremos energia no futuro.

Sempre que projetos como esses são realizados e os resultados são publicados, as pessoas rapidamente desmerecem e menosprezam o trabalho que foi feito. Embora o projeto não tenha produzido energia suficiente para minerar quantidades extraordinárias de criptomoeda, é uma maneira alternativa e ecologicamente correta de procurar a energia necessária para que os mineradores mantenham o Blockchain.

Por que não usar o sol?

A Speculative.Capital faz as pessoas se perguntarem quais outras alternativas existem para alimentar plataformas de mineração - especialmente para os mineradores que o fazem como um hobby em casa.

A opção mais fácil e provavelmente a mais acessível é a energia solar - se você morar em algum lugar ensolarado.

Os painéis solares são fáceis de se conseguir e configurar, embora você precise de um inversor e baterias para armazenar a energia. Mas dado um estoque constante de luz solar, e você poderia facilmente produzir energia suficiente para alimentar uma plataforma de mineração construída em casa.

Colocando esses cálculos no solarpowerrocks.com, um painel solar médio produzirá 250 watts em uma hora. Se você ficar exposto a quatro horas de pleno sol, seu painel gerará 1.000 watts de energia - oito vezes mais que o produzidos por nossos amigos dos Países Baixos.

No final das contas, a eficiência do seu método não importa. O que é imperativo é que busquemos fontes de energia mais baratas e limpas para alimentar a indústria de mineração que verifica continuamente o Blockchain das criptomoedas e tem muita fome de energia.

Por enquanto o consumo cumulativo de energia das operações de mineração em todo o mundo requer mais energia do que um número significativo de países africanos individualmente,

O Blockchain e as criptomoedas prometem serviços de transações descentralizados e anônimos para o homem comum - mas precisamos ter consciência do efeito que eles têm nas redes elétricas em todo o mundo. Se pudermos encontrar melhores soluções, devemos usá-las.

As tentativas de Speculative.Capital e outras empresas de tecnologia estão abrindo uma nova trilha para o espaço de criptomoedas, e será um enorme triunfo se mais mineradores procurarem fontes alternativas de energia no futuro.

No momento da publicação, a Cointelegraph não havia recebido nenhuma resposta para uma entrevista por parte da Speculative.Capital.