Produtora de mineradores ASIC Ebang reporta "reduções significativas" na receita de julho a setembro

A Ebang, uma produtora de hardware ASIC de mineração de cripto, sofreu “quedas significativas” na receita no segundo semestre de 2018. Esse desenvolvimento foi relatado em documentos enviados pela empresa à Bolsa de Valores de Hong Kong (HKEX) em 20 de dezembro.

A HKEX exige apenas que o período financeiro informado pelos solicitantes do IPO não termine mais de seis meses a partir do dia do documento de listagem. Seguindo esse requisito, a Ebang incluiu suas informações financeiras até o final de junho de 2018 nos projetos de documentos apresentados para o lançamento de seu IPO.

De acordo com os dados contidos no documento, a Ebang registrou receita de 2,1 bilhões de yuans (US $ 30 bilhões) nos primeiros seis meses deste ano. Em 2017, no mesmo período, a empresa reportou cerca de oito vezes menos renda.

No entanto, em uma seção do relatório intitulada “Mudança material adversa”, a empresa declara:

"Tivemos quedas significativas na receita e lucro bruto nos três meses encerrados em 30 de setembro de 2018 em comparação com os três meses encerrados em 30 de junho de 2018".

No início deste mês, a Cointelegraph inforomou que após a queda do mercado de cripto, apenas duas plataformas de mineração ASIC de Bitcoin (BTC) continuaram lucrativas por um período de tempo.

No documento, Ebang, em seguida, observa uma perspectiva geralmente positiva para o futuro, prevendo um aumento na receita no final do ano em relação a 2017:

“No entanto, nossos Conselheiros esperam que continuemos a registrar resultados mais sólidos das operações como um todo para o ano inteiro que termina em 31 de dezembro de 2018 em comparação com o exercício encerrado em 31 de dezembro de 2017.”

Esta não é a primeira vez que a Ebang tenta lançar uma Oferta Pública Inicial (IPO), já que o primeiro pedido da empresa a partir de junho teria expirado.

Além disso, a Cointelegraph relatou em dezembro que a Bolsa de Valores de Hong Kong supostamente também está relutante em aceitar o IPO da Bitmain, líder na produção de hardware de mineração. O pedido de IPO na HKEX de outra produtora de equipamentos de mineração, a Caanan, também teria caído em novembro.