Microsoft lança gerenciador de aplicações blockchain

A Microsoft anunciou seu Azure Blockchain Service totalmente gerenciado em um comunicado desta quinta-feira, 2 de maio. 

A nova plataforma blockchain-as-a-service (BaaS) permitirá que os usuários criem aplicações blockchain na rede pré configurada.

Segundo o diretor de comunicações corporativas da Microsoft, Frank Shaw, esse serviço “simplifica a formação, o gerenciamento e a governança de redes blockchain de consórcio.”

Shaw observou ainda que o Azure Blockchain Service pode criar uma nova rede de consórcio “com apenas alguns cliques” ou permitir que o usuário realize operações básicas, como adicionar novos membros à rede.

O Quorum, uma plataforma blockchain de código aberto apoiada pelo JPMorgan Chase, é a primeira plataforma que pode ser gerenciada pelo Azure Blockchain Service. O CTO do Azure, Mark Russinovich, explicou a escolha:

"Como ele é baseado no popular protocolo Ethereum, que tem a maior comunidade de desenvolvedores blockchain do mundo, o Quorum é uma escolha natural."

O Microsoft Azure lançou seu serviço blockchain para criação de aplicações Azure Blockchain Workbench em maio de 2018. A plataforma também foi projetada para automatizar aspectos do trabalho relacionado à blockchain - nesse caso, para otimizar o desenvolvimento da blockchain, fornecendo uma infraestrutura prontamente disponível para o desenvolvedor.

Em outubro de 2018, o Microsoft Azure juntou forças com a Nasdaq. A Nasdaq optou por integrar a tecnologia blockchain do Azure à sua estrutura financeira com a expectativa de acelerar as transações.

Em 30 de abril, a Amazon Web Services, ala de computação em nuvem da gigante do varejo Amazon, lançou sua própria plataforma BaaS chamada Amazon Managed Blockchain.