Agência de viagens com base em Malta decide aceitar pagamentos exclusivamente em Bitcoin

Nos esforços para abraçar o Bitcoin e outras criptomoedas, a agência de viagens Bitcoin Adventures, de Gozo, Malta, decidiu oferecer aos seus clientes pacotes de férias que são pagos exclusivamente com o Bitcoin.

A mudança teve seus dois primeiros turistas no início de outubro, segundo Lovin Malta.

No vídeo promocional da agência, o co-fundador Leon Siegmund disse que pretendem promover o Bitcoin como uma melhor forma de pagamento.

"O Bitcoin é um dinheiro melhor porque não há banco central, nenhuma inflação e nenhuma taxa de transação envolvida, e enviar dinheiro envolve apenas duas pessoas e um smartphone. O problema é que ninguém usa Bitcoin, então ninguém acha que funciona, e porque ninguém pensa que funciona, ninguém usa Bitcoin. Estamos tentando disromper o status quo aqui.

Agora você pode reservar uma incrível aventura de feriado em Gozo e pagar com Bitcoin, então os comerciantes locais recebem mais reservas e receita, e começam a ver o Bitcoin como um banco melhor e bonito".

Malta e o Bitcoin

A agência já recebeu seus primeiros turistas sob sua promoção - o cidadão japonês e engenheiro de apoio à infraestrutura Sr. Koide e sua esposa. Koide afirmaram que quiseram visitar Malta no momento em que viram fotos on-line da Blue Lagoon e carros de rua.

Ao invés de reservar com uma agência de viagens regular, no entanto, ele e sua esposa optaram por fazer uma viagem de caiaque e uma estadia de três noites em Gozo oferecidas pela Bitcoin Adventures.

De acordo com Koide, o uso do Bitcoin como pagamento é cada vez mais popular no Japão, já que um número crescente de lojas de varejo já aceita o Bitcoin como forma de pagamento.

"O pagamento em Bitcoin está se tornando popular no Japão, porque vários estabelecimentos de varejo começaram a aceitar o pagamento em Bitcoin. Se esse método for aplicável às minhas futuras viagens, eu gostaria de usá-lo o máximo possível".

Malta sempre apoiou as criptomoedas, tornando-se um dos poucos países amigáveis ao Bitcoin na Europa. No início desta semana, Malta fez um piloto de um sistema de registro de certificados acadêmicos baseado em Blockchain e reuniu seu comitê consultivo Blockchain no início de setembro.


Siga-nos no Facebook